“Maria Fofoca” anuncia a Cova América

www.brasil247.com - Luiz Eduardo Ramos / Copa América
Luiz Eduardo Ramos / Copa América (Foto: Marcos Corrêa/PR | Reuters)


Depois de ser rejeitada pela Colômbia e Argentina, a Copa América será realizada no Brasil de Bolsonaro. Com a pandemia sem controle e o ritmo de vacinação mais lento que nos meses anteriores, circula um chiste dizendo que será a edição “Cova América”. É, no mínimo, historicamente coerente com o genocídio dos povos nativos praticado pelos invasores europeus, entre os séculos XVI e XVII, também através da peste.

O ministro da Casa Civil e administrador do Bolsolão, general Ramos (conhecido como “Maria Fofoca” que tomou vacina furtivamente por medo do seu capitão), usou o twitter para dizer que “venceu a coerência”, pois o país que sedia outros torneios de futebol “não poderia virar as costas para um campeonato tradicional como este”, contando com os estados de Mato Grosso, Goiás, Rio de Janeiro e Distrito Federal para receberem os jogos e as novas cepas do coronavírus. Tentando manter uma distância segura, o governador BolsoDória desistiu de oferecer o “Tucanistão” como sede para o torneio após “ouvir médicos e cientistas”. Tudo indica que a cepa paulista do bolsonarismo, apesar de igualmente ameaçadora, pretende parecer menos letal.

Como apontam cientistas e pesquisadores, a terceira onda promete transformar-se num tsunami que levará ao conhecido colapso o sistema hospitalar e, por consequência, o funerário. Depois dos aterrorizantes meses de fevereiro, março e abril, o general inverno irá nos mostrar que não é fraco, covarde, mentiroso e desqualificado como alguns que utilizam a farda em nosso Exército. O aumento do número de casos e internações mantém os leitos de UTI, nas principais cidades, com mais de 90% de ocupação. A chegada da variante indiana promete dias inglórios de horror e tristeza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O governo que demorou dez meses para responder às propostas de 100 milhões de doses de vacinas oferecidas pela Pfizer, contestou no mesmo dia e garantiu a vinda do torneio que outros países da América se recusaram a receber por falta de condições sanitárias. Indignado, o senador Renan Calheiros (PMDB/AL) apelou que Neymar não aceitasse a atitude do governo, procurando algum senso de humanidade no playboy sonegador de impostos que sorri em fotos ao lado do genocida. Como disse Juca Kfouri, o menino Ney e Bolsonaro “nasceram um para o outro”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enquanto a CPI do Genocídio desvenda os caminhos que o governo utilizou para matar o povo brasileiro (infelizmente, sem deter-se ao crucial papel do Exército e seu Comando para o morticínio em curso), o governo tira o pão, exclui vacinas (como a Sputnik V) e libera o futebol. Receita perfeita da tragédia social desde a antiguidade. A indignação coletiva se avoluma. As manifestações de 29 de maio permitiram perceber que está sendo gestada no seio da sociedade, tendo os jovens como protagonistas, os novos ares que libertarão o país do verme e do vírus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Bolsonaro e seus generais são a síntese do mal com o atraso e se qualificam, dia após dia, para os tribunais internacionais sob acusação de crime contra a humanidade. Jair, marmita de milico, é apenas uma cepa do Partido Militar que, por sua vez, precisa ser extinto do nosso campo político. O país não suportará mais dois anos de incompetência fardada. A realização da Copa América é uma afronta ao Brasil e ao povo brasileiro, mais uma demonstração da degeneração dos Oficiais que apoiam o governo e das forças armadas que se permitem ao lamaçal dos assassinos, sanguinários, oportunistas e indignos: o lixo autoritário deixado pela ditadura militar de 1964. Este é mais um momento para as instituições democráticas demonstrarem que funcionam, colocando um freio ao desatino homicida de Bolsonaro e seus lacaios generais. O Brasil não merece ser a cova da América.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email