Melhor jornal da rua Santo Antônio, 1.043

O EX-16 trouxe a reportagem sobre o assassinato do jornalista Vladimir Herzog que viria a ser classificada como uma das 10 que abalaram a ditadura, apanhada de calças curtas. Claro que, depois dessa, o EX, publicação sem patrono e sem patrão, não passou do 16. Era o fim do melhor jornal da rua Santo Antônio

Melhor jornal da rua Santo Antônio, 1.043
Melhor jornal da rua Santo Antônio, 1.043


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

No começo do novembro de 1975, pelas oito da noite, meia dúzia de jornalistas do primeiro time sobem os 16 degraus que levam à redação do EX-, num sobradinho do Bixiga.

Não era segredo que os editores, em cima do lance, a sangue-quente, iam dedicar o número 16 ao assassinato do colega Vladimir Herzog no Doi-Codi do II Exército.

continua após o anúncio

Os colegas vêm aconselhar a gente a não fazer isso, preocupados com nossa segurança, achavam que íamos cutucar o demo com vara curta.

"Eles estavam com mais medo que nós, só que nós estávamos com a macaca", lembrou Mylton Severiano, o Myltainho, um dos ex-editores. sublinhando que havia um certo sofisma no ar:

continua após o anúncio

"Diziam que, se pediam que não publicássemos, era para nos proteger. Já nós achávamos que proteger seria publicar."

O EX-16 trouxe a reportagem que viria a ser classificada como uma das 10 que abalaram a ditadura, apanhada de calças curtas.

continua após o anúncio

Claro que, depois dessa, o EX, publicação sem patrono e sem patrão, não passou do 16. Era o fim do melhor jornal da rua Santo Antônio.


 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247