Míriam Leitão, eterna porta-voz de Fernando II

Fernando II perdeu a Coroa, mas Miriam Leitão continua sendo a porta-voz de tudo que o represente. O Vampiro Chifrudo, levado à Sapucaí pela Acadêmicos do Tuiuti no Carnaval de 2018, por exemplo

Míriam Leitão, eterna porta-voz de Fernando II
Míriam Leitão, eterna porta-voz de Fernando II


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Fernando II perdeu a Coroa, mas Miriam Leitão continua sendo a porta-voz de tudo que o represente. O Vampiro Chifrudo, levado à Sapucaí pela Acadêmicos do Tuiuti no Carnaval de 2018, por exemplo. E principalmente de Pedro Parente, ex-continuador da obra de demolição da Petrobras, que Fernando II não pôde concluir em seu Reinado. Uma relação que começou lá atrás.

“Outro dia fui falar com o presidente Fernando Henrique Cardoso. Na saída perguntei, só pra conferir: 

-- O senhor vai vender mesmo a Vale? 

continua após o anúncio

-- Vou -- respondeu sem qualquer hesitação e aí ele perguntou: 

-- Quanto vale a empresa? 8? 10? 

continua após o anúncio

Eu respondi: 

-- Vale mais, presidente. Bem mais.”

continua após o anúncio

A Vale vale o que não está escrito.”

A jornalista Miriam Leitão encerrou assim longa reportagem sobre a Vale para a revista Interview em 1995, o mesmo ano em que iniciou sua trajetória na TV Globo -- assinava coluna em O Globo desde 1991. O diálogo revela o grau de confiança entre o entrevistado e a entrevistadora -- que se tornou levantadora de bola da política econômica de FHC em seus dois mandatos. 

continua após o anúncio

Uma relação tão estreita que, no segundo mandato, mesmo contra todas as evidências, Miriam convenceu os patrões que FHC não ia desvalorizar o real, acabando com a paridade fictícia com o dólar. Eles quase vão à breca, empanturrados de verdinhas. Como se vê, era uma questão de fé. 

E Míriam continua lá, prevendo o futuro nos espaços mais variados: Bom Dia Brasil, Globo News, CBN. Mistério sempre há de pintar por aí.

continua após o anúncio

Esmerou-se em levantadas de bola para os disparates que deu no “caldo de cultura” do golpe de 2016. Também traçou um futuro risonho e franco para o “time dos sonhos” de Temer, até que ele entrasse por certo tempo na alça de mira da Globo. Mas agora voltou à programação normal e o melhor do Carnaval.

A miriatização da economia é um fato consumado na emissora, onde FHC ainda é rei. 

continua após o anúncio
continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247