Moro suspeito: Nós alertamos!

Jornalista Marcelo Auler repercute a condenação de Sérgio Moro pelo STF por causa da parcialidade do ex-juiz contra o ex-presidente Lula e, além de destacar as suas reportagens sobre irregularidades da Lava Jato, agradece "aos colegas de jornalismo independente", citando portais como GGN, Brasil 247, Tijolaço, Fórum, DCM e o Jornalistas pela Democracia

www.brasil247.com - Ex-presidente Lula e Sérgio Moro
Ex-presidente Lula e Sérgio Moro (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | ABr)


Por Marcelo Auler, em seu blog

No momento em que o Supremo Tribunal Federal (STF), tardiamente, reconhece a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro e confirma métodos pouco ortodoxos utilizados pela Força Tarefa da Lava Jato, em Curitiba, abro mão, por alguns instantes, da modéstia. Enfim, após seis anos batalhando, dando murro em ponta de faca, nadando contra a maré lavajatista, me acho no direito de reconhecer: “Nós alertamos!”.

Muito provavelmente também cometi erros, dos quais me desculpo. Mas, de uma maneira geral, as mais de 80 reportagens (relação dos links abaixo) que fiz aqui no Blog “Marcelo Auler – Repórter” mostrando, e comprovando com documentos, ilegalidades cometidas pela Força Tarefa da Lava Jato de Curitiba, foram confirmadas. Sempre apontamos irregularidades e possíveis crimes e alertamos para a necessidade de puni-los. Nem sempre isso aconteceu. A Lava Jato defendeu os seus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Certamente todas estas reportagens e alertas é que despertaram em Luiz Carlos Azenha, de Viomundo, o interesse por me entrevistar (ouça aqui a conversa), até exagerando nos elogios e indicando primazias que certamente não tenho. Mas a postagem dele me motivou neste texto/agradecimento, mostrando o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um grande resumo de tais ilegalidades apresentamos recentemente, junto com Luís Nassif e Cintia Alves, do JornalGGN, no documentário “Sérgio Moro: a construção de um juiz acima da lei”, que hoje (24/03) conta com mais de 156 mil visualizações;

Cumprimos nosso dever: RE POR TA MOS!

Ao longo desta jornada, apanhei de colegas, fui processado cinco vezes por delegados da Polícia Federal – conseguindo absolvição em quatro destes processos e aguardando a última decisão ainda por vir – fui tratado como se defendesse corruptos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na realidade, desde a primeira reportagem – “Lava Jato revolve lamaçal na PF-PR”, editada em 20 de agosto de 2015 – venho alertando para a necessidade do combate à corrupção dentro das regras do Estado Democrático de Direito. Respeitando-se acima de tudo o devido processo legal e a presunção de inocência prevista na Constituição Cidadã.

Mesmo reconhecendo um certo exagero nas colocações do Azenha, de Viomundo, não há como deixar de sentir o dever cumprindo quando verificamos que fizemos o que tínhamos que fazer por dever profissional: RE POR TAR!

Aqui cabem muitos agradecimentos, a começar por uma querida ex-companheira que me incentivou a criar o BLOG e muito me ajudou no início dessa caminhada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agradeço em especial às muitas fontes cativadas nestas quase cinco décadas de jornalismo – algumas que jamais se tornarão públicas, para evitar comprometimento e constrangimentos. Foi por elas confiarem em mim, que pude trazer no BLOG histórias e informações inéditas.

Ficam os agradecimentos também aos colegas de jornalismo independente – Nassif (e toda a turma do JornalGGN), o próprio Azenha, Leonardo Attuch e o pessoal do Brasil247 e do Jornalistas Pela Democracia, ao Fernando Brito, do Tijolaço, Pedro Rovai, do Fórum, e ao Kiko Nogueira, do DCM e tantos outros que me abriram espaços reproduzindo minhas reportagens e dando visibilidade ao meu trabalho.

Agradeço ainda, na pessoa do Rogério Bueno da Silva, de Curitiba, aos diversos advogados, de cidades diferentes, que atuaram nas minhas defesas, por acreditarem ser fundamental a Liberdade de Expressão e, consequentemente, de Imprensa. Foram muitos, como já afirmamos anteriormente, o que demonstra também o que o chamado assédio judicial provoca naqueles que, sem estrutura empresarial, se dedicam à pratica do jornalismo independente e livre.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além de Bueno da Silva, contamos com a ajuda de Tarso Cabral Violin e Thaisa Wosniack, em Curitiba (PR); do professor Nilo Batista e dos advogados Matheus Cardoso e Carlos Bruce Batista, do Escritório do Professor Nilo Batista, que assumiram nossa defesa criminal, conseguindo nos absolver; Cláudio Pereira de Souza Neto, Beatriz Veríssimo de Sena e Ana Beatriz Vanzoff Robalinho Cavalcanti, do escritório, em Brasília, Souza Neto & Sena, que atuaram, também gratuitamente, representando o Instituto Vladimir Herozg junto ao STF;  Luís Guilherme Vieira, do escritório Luis Guilherme Vieira Advogados Associados, na época com a ajuda de Aline Amaral de Oliveira, Lucas Rocha e Ana Carolina Soares, que cuidaram do início da nossa defesa na ação criminal; Claudismar Zupiroli, do escritório Zupiroli, Rodrigues & Alves, Advogados Associados, de Brasília, que representaram a FENAJ; Antônio Carlos Porto Jr. que cuidou da nossa defesa no Rio Grande do Sul; Marco Antônio Barbosa e Virginia Veridiana Barbosa Garcia, do escritório Rodrigues Barbosa, Mac Dowell de Figueiredo, Gasparian – Advogados, de São Paulo, que nos defendem, junto com a revista CartaCapital.

Dedicaram-se à causa sem nada cobrarem por isso. Antes pelo contrário, às vezes bancando até despesas, como ocorreu Porto Jr, nas viagens no seu carro que fizemos entre Porto Alegre e Santa Cruz do Sul. Toda esta lista demonstra o muito trabalho que dei para que fizessem prevalecer no Judiciário a verdade.

Sem dúvida, porém, o principal agradecimento é aos leitores e seguidores do Blog. Aqueles que, reconhecendo meu trabalho, até hoje ajudam, com suas contribuições financeiras, em valores e periodicidade diversas, financiando meu sustento e meus gastos. Destaco aqui, sem desmerecimento aos demais apoiadores e às muitas amizades cativadas na capital paranaense, o apoio da amiga Ivete Caribé, de Curitiba, cuja portas da casa se abriram para me receber em cada estada minha naquela cidade.

Sem estes apoios e incentivos não teria conseguido chegar até aqui. Deles ainda dependo para continuar nesta jornada.

Desculpem se me estendi, mas entendi, no meio de alguns elogios exagerados, ser necessário registrar meu agradecimento a todos que contribuíram ao longo desta caminhada de seis anos.

Vamos em frente, pois o trabalho de RE POR TAR não pode parar, por mais cansaço que tenhamos

Obrigado a todas e todos.

Abaixo o link das muitas matérias aqui publicadas:

20/08/2015

Lava Jato revolve lamaçal na PF-PR.

26/09/2015

O Grampo da Discórdia na Lava Jato

30/09/2015

Calúnia na PF-PR: juiz rejeita denúncia e critica MPF.

12/10/2015

Surgem os áudios da cela do Youssef: são mais de 100 horas 

18/10/2015

Lava Jato: o polêmico organograma

19/10/2015

Satiagraha & Lava Jato: dois pesos, duas medidas

25/10/2015

Lava jato: um fato, duas versões da PF-PR. Mentira?

04/11/2015

Lava Jato: surgem mais grampos na PF-PR. “Grampolândia”?

21/11/2015

Grampo da Lava Jato: aproxima-se a hora da verdade 

29/11/2015

Lava Jato chega ao TRF-2: e agora?

02/12/2015

Lava Jato: DPF delega investigação do vazamento

04/12/2015

Lava Jato: Adivinhem quem estava na cela com Cerveró?

06/12/2015

Lava Jato: surge nova denúncia de irregularidade

30/12/2015

Investigações da Lava Jato: dois pesos e duas medidas

07/01/2016

Briga por verba reflete a briga contra Dilma na PF

08/01/2016

Briga da PF com Dilma: correção necessária e desconfiança descabida

15/01/2016

Trapalhadas da PF-PR com a verba doada pelo juiz Moro,

20/01/2016

Polícia Federal ontem e hoje: de FHC à Dilma Rousseff

23/01/2016

Lava Jato: Moro reacendeu as suspeitas do grampo ilegal na PF

02/02/2016

O freio suíço na “marcha para frente” de Moro

09/02/2016

Delegados da PF sobre o japonês: “vexatório, tragédia, patético”

11/02/2016

Policia Federal sem verba para a Luz, mas com mordomias 

11/02/2016

 Polícia Federal, sem verba para a luz, mas com mordomias

16/03/2016

Novo ministro Eugênio Aragão brigou contra e foi vítima dos vazamentos 

17/03/2016

Explicações para grampo de Lula e Dilma são sofismas 

22/03/2016

Carta aberta ao ministro Eugênio Aragão

25/03/2016

Juiz Flávio Antônio da Cruz, o crítico colega de Sérgio Moro

08/04/2016

Lava Jato, cai o delegado das mordomias do Paraná  

30/04/2016

Quem com ferro fere… Força Tarefa da Lava Jato pode tornar-se alvo de delação premiada

01/05/2016

Enfim, a contadora e informante infiltrada da Lava Jato foi ouvida oficialmente

14/06/2016

Cai parte da censura ao blog: DPF Moscardi erra e juíza extingue processo

20/06/2016

Para censurar o blog, o delegado Moscardi usou de má fé na Justiça do Paraná.

07/07/2016

DPF Mario Fanton: o lado obscuro da Operação Caça Fantasma

07/07/2016

Delegado Eduardo Mauat: foi por ideologia ou pelas diárias?.

20/07/2016

Nelma Kodama, beneficiada por Moro, posa de modelo para Veja

09/08/2016

Para o DPF, grampo ilegal na Superintendência do PR é transgressão disciplinar

24/08/2016

Lava Jato: após omitir-se, o Supremo se assusta. Vai acordar?

19/09/2016

TRF-4 impõe nova derrota à Procuradoria da República do Paraná e aos delegados Aecistas da Lava Jato

26/09/2016

Prepotência e orgulho ferido ajudam a revelar o arbítrio da Lava Jato

04/11/2016

Na ação contra o Blog, delegada da Lava Jato rejeita representação que assinou

08/11/2016

Estadão esconde do leitor que delegada Erika tenta lhe censurar

15/11/2016

Com ajuda de jornalistas, delegados criaram versão do dossiê contra Lava Jato.

03/12/2016

Abuso de autoridade: a colheita do que alguns plantaram

12/01/2017

A imprensa que acusou, cala-se na absolvição.

17/01/2017

“Veja” deu pérola aos porcos!

09/02/2017

FHC diz a Moro, tal como Lula tem dito, que “não sabia”, 

13/02/2017

Coain/GOGER/DPF em Curitiba: o temor da Lava Jato

18/02/2017

Dissidentes na PF: nova derrota da Força Tarefa

22/02/2017

Armação federal (I)

24/02/2017

Armação Federal II: “indisciplinas” do DPF Moscardi

25/03/2017

Lava Carne & Jato Fraco

11/04/2017

Lava Jato: chip e e-mail, as falsas provas.

24/04/2017

MPT e o assédio na PF da Lava Jato

05/05/2017

A reprimenda a Moro, por um igual a ele

01/06/2017

Curitiba: vazamentos e perseguições continuam!

19/06/2017

Ação contra Gleisi esconde “bastidores” da Lava Jato

05/07/2017

Lava Jato: desmonte para proteção

12/07/2017

Moro retira de Lula direito constitucional

04/08/2017

“Delatora” pede a Moro anulação da Lava Jato

04/08/2017

Delação não cumprida que Moro e Deltan mantiveram“

21/08/2017

MPF-PR e Moro barram investigações contra PF-PR

22/08/2017

MPF, para esconder grampo ilegal, lança versão incongruente

24/08/2017

Lava Jato anunciou decisão antes de o juiz assiná-la

09/09/2017

Delações premiadas, a panaceia da Lava Jato

18/09/2017

Lava Jato: irregularidades debaixo do tapete

20/10/2017

Após censurar, DPF Erika processa criminalmente jornalista

30/11/2017

Enciclopédia do Golpe: PF e o viés político na Lava Jato

18/12/2017

MPF da Lava Jato, enfim, joga a toalha

04/03/2018

Perseguições da Lava Jato: mais um tiro n’água

04/04/2018

HC do Lula: chantagens, ameaças e infantilidades

24/04/2018

Sincronicidade em 82: Lula apontava injustiças; Carolina nascia

11/06/2018

Questionado, DPF Mauat, ex-Lava Jato, processa o Blog

20/07/2018

Entranhas da Lava Jato-PR: perseguições e manipulações

18/07/2019

Exclusivo: Moro interferiu na sindicância do grampo ilegal na PF

23/07/2019

Lava Jato e seus medos da Vaza Jato

23/08/2019

Enfim, delegada Érika joga a toalha: Perdeu! 

30/10/2019

Ministério de Moro promove impunidade na PF

30/10/2019

Ministério de Moro promove impunidade na PF

13/11/2019

Grampo em cela da Lava Jato se repete na Vaza Jato

21/12/2019

 Ação de Mauat contra o Blog: tiro no pé com dados revelados

06/05/2020

Crimes da Lava Jato (I): acusações a quem investiga Bolsonaro. 

09/05/2020

Crimes da Lava Jato (II): falsa delação “por um prato de comida”

16/07/2020

DPF Erika Marena perde em mais uma ação contra o BLOG. 

17/02/2021

Lava Jato e a discutível competência de Moro

 Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email