Mundial da FIFA no Catar: reinado de sangue, de terror e obscurantismo

O Catar é um pequeno e rico emirado governado pela Casa de Thani com mão de ferro e preconceitos obscurantistas, um estado medieval e brutalmente autocrático

www.brasil247.com -
(Foto: Sputnik)


Milhares de operários mortos durante as obras da copa - ao menos 6.500, comprovados, a maioria de origem asiática; repressão sistemática aos jornalistas, militantes e ativistas dos direitos humanos; a discriminação e perseguição odiosa às mulheres e gays; proibição e censura de ideias, valores democráticos e dos novos direitos civis; proibição da atividade sindical, do direito de greve e condições brutalizadas de trabalho. 

Bem-vindo ao Catar! Um pequeno e rico emirado governado pela Casa de Thani, desde meados do século XIX, com mão de ferro e preconceitos obscurantistas, um estado medieval e brutalmente autocrático.

Não é preciso maiores explicações para entender a escolha da FIFA (uma organização criminosa que regula os negócios gerados pelo futebol), que sempre foi questionada desde o início.

Protestos foram programados em diversos países denunciando os crimes do regime de terror do Catar. Como nas Olimpíadas de 1936, na Alemanha nazista, o reinado absolutista do Catar vai tentar maquiar os aspectos mais repressivos, odiosos, e grotescos do regime.

Nos próximos dias, bilhões de pessoas acompanharão as partidas, torcendo pela seleção dos seus países e ídolos. É a face mais visível e glamourosa do espetáculo -- da modalidade esportiva mais popular do planeta. Mas, no Catar, a Copa do Mundo de Futebol já começa marcada pelo sangue e o reinado de terror.

E, mais uma vez, fica a pergunta: Copa pra quem?

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247