CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Carlos Carvalho avatar

Carlos Carvalho

Doutor em Linguística Aplicada e professor na Universidade Estadual do Ceará - UECE.

106 artigos

blog

Não há nada de errado no comentário feito por Lula

"Lula sabe muito bem o que fala, quando fala, para quem fala. Que cada país chame seus embaixadores! Faz parte do jogo diplomático. Lula pautou o debate"

Lula e Netanyahu (Foto: Ricardo Stuckert/PR | ABIR SULTAN POOL/Pool via REUTERS)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Tempos indóceis exigem líderes com posicionamentos firmes acerca dos desmandos que costumam ocorrer, quando a mão de ditadores e genocidas pesa sobre os fracos e indefesos. Nesses momentos, os homens e as mulheres que governam o mundo têm a obrigação de erguer suas vozes, pois se você fica neutro em situações de injustiça, lembra Desmond Tutu, você escolhe o lado do opressor. 

Em viagem à Etiópia, o presidente Lula subiu o tom e ao falar à imprensa sobre o extermínio do povo palestino, disse: “o que está acontecendo na Faixa de Gaza não existe em nenhum outro momento histórico, aliás, existiu quando Hitler resolveu matar os judeus”.  Como grande estadista que é Lula disse o que deveria ser dito por todo estadista. Lula não mentiu. Lula não se omitiu. Ao contrário, reafirmou seu posicionamento e se firmou ainda mais como um dos maiores políticos de todos os tempos. Como alguns tentaram fazer crer, o discurso de Lula não é contra o povo judeu, como nunca foi, mas contra os desmandos de um governante cujas ações estão completamente fora de qualquer controle. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Isolado e caindo rapidamente em desgraça aos olhos da comunidade mundial, eis que o governante em questão declara Lula persona non grata.  Ressalte-se que a comparação feita pelo presidente brasileiro já foi feita por Hannah Arendt, Erdogan, Macron e pela escritora Masha Gessen. Mais recentemente, a pesquisadora Arnesa Buljušmić-Kustura, uma das maiores estudiosas de genocídios do mundo afirmou (ver sua conta no X, em 19/02/24), que não há nada de errado no comentário feito por Lula. E complementou: "A única questão acerca do comentário é que Lula está claramente esquecendo-se de outros genocídios que ocorreram depois do Holocausto (Bósnia, Ruanda, Sudão, etc.). Fora isso, não há nada de errado com este comentário. É uma comparação justa baseada nas ações e atitudes de Israel". Em outras palavras, Lula tem razão.

O referido governante já começa a perder a serventia. O ocidente o olha de banda e seu titereiro, que quer a reeleição, não tem como esconder a montanha de cadáveres, em sua maioria, civis, mulheres e crianças, enquanto o mundo sabe que não há absolutamente nada que justifique a limpeza étnica em curso. Não é guerra, quando apenas um dos lados, armado até os dentes com tudo o que há de mais moderno em treinamento e armas, mata indiscriminadamente mulheres e crianças. Não é antissemitismo dizer a verdade e denunciar crimes de guerra. O nome para isso é decência em defesa da dignidade humana. Lula tem razão!

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

No Brasil, no entanto, a imprensa comercial gourmet se assanha, convocando seus “especialistas” para “analisar” o discurso de Lula, buscando cabelo em ovo e anunciando as sete pragas que se abaterão sobre o país por conta do que disse o presidente. Curioso mesmo é que tais “jornalistas” e seus “especialistas” amestrados passaram quatro anos levando porrada do sujeito que empurraram goela abaixo do povo, e que deixou um rastro de roubalheira, sangue, morte e destruição ao sair da presidência. E como seu “alecrim dourado” vai puxar uma cana, levando consigo boa parte da sua trupe golpista é necessário buscar uma distração, uma cortina de fumaça, como fizeram quando o genocida que colocaram no poder matou por volta de 700 mil pessoas. 

Luiz Inácio falou. E Luiz Inácio sabe muito bem o que fala, quando fala, para quem fala. Que cada país chame seus embaixadores! Faz parte do jogo diplomático. Lula pautou o debate e colocou o guizo no pescoço dos políticos extremistas locais, playboys que exploram pobres em programas de auditório e “enxadristas” que posam de intelectual em “jornalísticos” de baixíssima qualidade. Em tempos tão indóceis, temos a chance de estar lado a lado com Lula, Susan Sarandon e Roger Waters ou sermos macetados por eles. Então, que tipo de ser humano vamos ser quando crescermos?

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO