Não tema, seu deputado

Cristine Nobre Leite comenta, em mais um poema, as ameaças de deputados ao ex-presidente Lula (PT)

www.brasil247.com - Lula
Lula (Foto: Ricardo Stuckert)


Cipó de Aroeira

Não tema, seu deputado

Por Cristine Nobre Leite

O povo agora anda armado
E não é de pensamento
Mal usam de argumento
Agridem quem está ao lado
Tudo está bem delicado
A palavra é melindrosa
Na internet é perigosa
A menor declaração
E toda explicação
Acaba sendo estrondosa

Foi assim que aconteceu
De fato essa semana
A voz de Lula ainda emana
Foi desafio a Teseu
Sua fala se perdeu
Em outra conotação
A forte provocação
Incomodou Deputado
Que saltou muito irritado
Dizendo : Minha casa, não!

Esses homens passam dias
Procurando gente e voto
Peço licença e anoto
Percebo as heresias
Fazem até romarias
Arrodeados de gente
Dão abraços, mostram dente
Em época de eleição
Se ganham na apuração
Tudo será diferente

A promessa é legislar
Pelo povo e por Direitos
Mas o povo sem seus preitos
Busca se manifestar
Congresso a não escutar  
Concreto abafa audição
O povo em aflição
Vê seu Direito perdido
Sem chance de ser ouvido
Fica na desilusão

A fala foi aguerrida
Entendi o seu sentido
O povo não é bandido
E luta é sempre devida
Manifestar salva vida
Povo quer Democracia
Quer viver com Garantia
Quer ter sua voz ecoando
Sangue nas veias pulsando
Sem medo e sem covardia

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247