Ninguém sabe como, mas Temer tem que sair já

"Ao ordenar o afastamento de Aécio Neves do Senado Federal e delegar ao pleno a tarefa de decidir se ele deve ser preso, a pedido de Janot, o ministro Edson Fachin homologou, na prática, a delação de Joesley Batista. As provas são contundentes. Irrefutáveis. Não há o que apurar. Ele mesmo se autoincrimina. E se a delação de Joesley foi homologada, o próximo a ser afastado deve ser Temer", analisa o jornalista Alex Solnik, colunista do 247; "Ninguém sabe como, mas Temer tem que sair. Não importa de que modo, o importante é que saia logo, seja por decisão própria, seja por exigência dos brasileiros ou da mídia", defende

(Brasília - DF, 15/05/2017) Presidente Michel Temer durante entrevista para o programa Frente a Frente da Rede Vida. Foto: Marcos Corrêa/PR
(Brasília - DF, 15/05/2017) Presidente Michel Temer durante entrevista para o programa Frente a Frente da Rede Vida. Foto: Marcos Corrêa/PR (Foto: Alex Solnik)

Ao ordenar o afastamento de Aécio Neves do Senado Federal e delegar ao pleno a tarefa de decidir se ele deve ser preso, a pedido de Janot, o ministro Edson Fachin homologou, na prática, a delação de Joesley Batista.

As provas são contundentes. Irrefutáveis. Não há o que apurar. Ele mesmo se autoincrimina.

E se a delação de Joesley foi homologada, o próximo a ser afastado deve ser Temer.

Ninguém sabe como, mas Temer tem que sair. Não importa de que modo, o importante é que saia logo, seja por decisão própria, seja por exigência dos brasileiros ou da mídia.

Essa crise não pode se arrastar eternamente, nem ficar sujeita a prazos regimentais. O caminho do impeachment é o mais longo. Melhor seria renunciar.

Já está claro que Temer acobertava um dos maiores corruptos de todos os tempos, não são apenas suspeitas e que aceitava propina da Friboi. Tudo gravado!

Nem Collor foi pego num flagrante assim.

O problema não é apenas nosso, nacional, interno, nem apenas político; é um escândalo que joga a imagem do Brasil no lixo e derruba as empresas brasileiras nas Bolsas.

Cada minuto de Temer no poder provoca prejuízos irreparáveis não só a ele, não só à instituição Presidência da República, não só ao PMDB, mas a 200 milhões de brasileiros.

Ele dizia que sua tarefa era salvar o Brasil. O caso, como se vê, é mais de salvar o Brasil de Temer.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247