Nós sabemos onde vocês erraram

"Já ninguém mais, na direita, acolhe sem temor o governo Bolsonaro. Com sentimentos contraditórios, entre o alívio por deverem a ele o bloqueio ao retorno do PT ao governo, e o susto do que ele diz e faz", escreve o sociólogo Emir Sader

(Foto: PR | Reuters)

“Não os une o amor, mas o espanto.”

(Jorge Luís Borges)

Já ninguém mais, na direita, acolhe sem temor o governo Bolsonaro. Com sentimentos contraditórios, entre o alívio por deverem a ele o bloqueio ao retorno do PT ao governo, e o susto do que ele diz e faz.

A ponto que o presidente da Câmara, assustado com o monstro que eles mesmos criaram, confessa que o Bolsonaro é resultado dos erros deles e se pergunta “Onde foi que nós erramos”. Não entende nada, que eles cometeram o crime contra a democracia para escapar do PT e que foram condenados a essa escolha pelo modelo econômico suicida a que eles aderiram e que lhes impede de ganhar eleições democráticas.

Nós sabemos onde vocês erraram.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247