Nota Extraoficial à Nação

Essa esdrúxula "Nota Oficial de Temer" e sua assessoria fraquíssima, nos fez lembrar que ela passou mais de 24h pra se manifestar diante do vazamento dos primeiros trechos das gravações naquela semana fatídica. O que demonstra claramente o tamanho do despreparo de Temer e sua equipe

Imagem para artigo de Ricardo Fonseca - Nota Extraoficial à Nação
Imagem para artigo de Ricardo Fonseca - Nota Extraoficial à Nação (Foto: Ricardo Fonseca)

Não se fazem mais notas oficiais como antigamente e para mostrar isso, temos a pretensão de mostrar a verdade dos fatos em cima da Nota fantasiosa do Presidente Temer.

No primeiro parágrafo quando tenta imputar a estratosférica ascensão do dono do Grupo J&F, o decorativo esqueceu de contar que em 2014 usufruiu do helicóptero de empresa agropecuária de um investigado na operação Lava Jato, da mesma forma como fez com o jato de Joesley em 2011. Confira aqui:

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2017/06/13/interna_politica,876332/alem-de-voar-em-jatinho-da-jbs-temer-viajou-em-helicoptero-de-empresa.shtml

Ou seja, Joesley enriqueceu nos governos dos seus antecessores isso é fato, mas quem "curtiu" com ele as benesses foi o então Vice Presidente na época.

No segundo parágrafo, insinua que "Os reais parceiros de sua trajetória de pilhagens, os verdadeiros contatos de seu submundo, as conversas realmente comprometedoras com os sicários que o acompanhavam, os grandes tentáculos da organização criminosa que ele ajudou a forjar ficam em segundo plano, estrategicamente protegidos." Quem são os reais parceiros de Joesley que ficam protegidos senão o próprio Temer, Cunha, Loures e quadrilha Ltda?

No terceiro parágrafo tenta justificar o injustificável nas gravações. O Presidente já errou em ter recebido o empresário às escondidas. Por que motivo?

No quarto parágrafo, a nota tenta encontrar motivos para um " possível ódio" criado por eles, como isso se fosse a real motivação para a realização dessa operação controlada, que desmascarou o Presidente da República.

No quinto se refere a bombástica entrevista à revista Época dos Marinho, seus antigos aliados.

Já no sexto parágrafo, afirma que são inverdades as informações prestadas pelo sócio da Friboi a PGR e um trecho em especial chamou muito a nossa atenção: "Não é do feitio do presidente tal comportamento mendicante." Não foi isso que Joesley disse: "Temer não tem muita cerimônia para tratar desse assunto. Não é um cara cerimonioso com dinheiro."

No sétimo, a estratégia é daquela em que a melhor defesa é o ataque. Então a assessoria afirma que Joesley cometeu pequenos delitos e mais adiante ilegalidades em série no mercado financeiro, causando 300 bilhões de prejuízos ao Brasil. E quantos trilhões Temer fez deixar de circular no País, com essa política de desmonte do Estado? Ou até quanto ele deixou de investir em educação e saúde, para comprar deputados e senadores?

No oitavo a nota ataca: "Os fatos elencados demonstram que o senhor Joesley Batista é o bandido notório de maior sucesso na história brasileira." Se essa afirmativa fosse realmente verdadeira, nada mais apropriado senão o velho ditado: " Me diga com quem andas, que te direis que tu és". Se Joesley é bandido notório, por que um presidente relativamente honesto mantinha relação de amizade e até mais do que isso, relações financeiro-comerciais com ele, ao ponto de recebe-lo secretamente no Palácio do Jaburu em Brasília e, em seus escritórios de SP?

No último e nono parágrafo, ele faz o "grand finale", com ameaça de processo. Fica a pergunta que não quer calar: O que significa mais um processo pra quem já está todo enrolado na justiça? Absolutamente nada!

Essa esdrúxula "Nota Oficial de Temer" e sua assessoria fraquíssima, nos fez lembrar que ela passou mais de 24h pra se manifestar diante do vazamento dos primeiros trechos das gravações naquela semana fatídica. O que demonstra claramente o tamanho do despreparo de Temer e sua equipe.

Se fosse com Sarney, Collor, Itamar, FHC, Lula ou Dilma, essa resposta seria quase que instantânea. Pior do que ela, só a assessoria do senador afastado Aécio Neves, que demorou uma semana para responder as mesmas acusações de propinas recebidas por laranjas em malas de dinheiro vivo .

Temer que segundo as más línguas já está com a sua renuncia prontinha, deve graças à Sarney pela sua insistente permanência – mesmo sem condições morais nenhuma – de ainda sentar-se na cadeira oficial da Presidência. O já nem tão nobre presidente, vai precisar voltar a Codó no Maranhão e pedir bem mais do que conselhos ao famoso Pai de Santo Bita do Barão e suas entidades, para se manter no cargo. Os orixás vão ter muito trabalho pela frente, porque ao que tudo parece, vem muitas acusações de crimes cometidos ainda pela frente. Não é mesmo Dr. Rodrigo Janot ? Acreditem, a batata de Michel Temer a essa altura já virou foi carvão.

Que Deus e o STF livre o Brasil desse cidadão. Porque se depender do Congresso Nacional, é capaz de esticarem o seu mandato por mais 4 anos. Alguém duvida? perguntem pro Botafogo e pro Índio da Odebrecht que são os melhores amigos de infância do MT.

PS: Cuidado com o novo surto de gripe que chegou ao País apelidado carinhosamente de Michel Temer. Porque quando se pega, além de fazer um estrago no bolso, a febre não quer sair de jeito nenhum. Nem com o uso do TSE (Tylenol Super Extraforte).

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247