O Brasil não é de Bolsonaro. É nosso!

O Brasil com Bolsonaro vive uma verdadeira descapitalização moral, social, econômico e humana. Jair Bolsonaro não governa para promoção de um Brasil de todas e todos, age como se estivesse administrando sua casa seu quintal, aquele vizinho que queremos evitar, para ele o Brasil é de Bolsonaro

(Foto: Adriano Machado - Reuters)

O Brasil com Bolsonaro vive uma verdadeira descapitalização moral, social, econômico e humana. Jair Bolsonaro não governa para promoção de um Brasil de todas e todos, age como se estivesse administrando sua casa seu quintal, aquele vizinho que queremos evitar, para ele o Brasil é de Bolsonaro. 

Seus ataques à democracia e ameaças ultrapassam o imaginário e nos remetem aos tempos sombrios da censura, perseguição e desaparecimentos. 

Jair Bolsonaro não apresenta nenhum constrangimento em suas falas, o Brasil com Bolsonaro segue pelo esgoto, e todos aqueles que desde 2014 contribuíram para este cenário desastroso terão seus nomes incluídos neste capitulo vergonhoso da história do Brasil.

Os ataques a educação, a liberdade de imprensa, o desejo interpretado em cada frase aponta seu desejo em extinguir minorias, culturas e assombram o futuro.

Jair Bolsonaro em apenas 1 semana desconsiderou o ataque que vitimou um indígena  no Amapá durante um ataque de garimpeiros. Segundo o próprio Bolsonaro sua ideia é legalizar o garimpo. 

Um outro pronunciamento muito estranho foi sobre a venda de botijão de gás de cozinha  sem marca, fracionado. Como isso seria feito, que garantias de segurança o consumidor contaria, quanto a fiscalização como seria? 

Mas que Brasil é esse com Bolsonaro?

Perguntas que sempre ficam sem respostas, afinal, neste governo qualquer pergunta que venha embaraçar Bolsonaro é classificada de idiota, como quando foi questionado sobre o uso de helicóptero da FAB para levar familiares ao casamento do filho Eduardo, o mesmo que vem sendo cotado pelo pai, Jair, para assumir a embaixada do Brasil nos EUA. Mas neste Brasil com Bolsonaro, de forças paralelas, ocultas, tudo indica que o ilegal e imoral ganham chancela. 

Mas não para por aí, e acredito sinceramente que antes de terminar este texto mais alguma ofensa, muito provavelmente será feita ao estado democrático de direito. Bolsonaro causou repudio a todos nós dotados de humanidade ao declarar saber o que houve com o pai do presidente da OAB Felipe Santa Cruz.

Bolsonaro ataca toda a dor de uma família que até hoje não sabe o paradeiro do corpo de um ente querido. Zomba da dor de um filho que sofre com o imaginar do que pode ter acontecido com seu pai. Zomba de uma mãe que teve um filho levado, sequestrado, preso e morto.

Após toda a repercussão negativa diante de sua declaração Bolsonaro, apresentando mais uma vez sua falta de empatia e humanidade e sem nenhum arrependimento aparente disse enquanto cortava o cabelo que Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, foi morto pelos correligionários que combatiam a ditadura a fim de evitar o vazamento de informações confidenciais. 

A nova fala de Bolsonaro pode ser desmentida através de documentos oficiais das forças armadas onde comprovam a morte de Fernando Augusto Santa Cruz de Oliveira por membros das forças armadas  que defendiam o regime militar.

Seu propósito em atropelar direitos, dores, memórias e impor seu ideal totalitário segue adiante e diante de uma mídia carniceira e de uma justiça que além de olhos vendados parece estar com as mãos atadas. 

Todo aquele composto de amor e humanidade deve se opor e lutar contra esse regime.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247