O despertar das massas para um novo amanhecer

O assassinato brutal da Vereadora do PSOL, Marielle Franco e do seu motorista Andersom Pedro Gomes no dia 14 de março, fez brotar nas massas a esperança de um novo amanhecer, que nem tudo está perdido. A morte destes lutadores fizera tremer toda republica e assustou a casa grande

O despertar das massas para um novo amanhecer
O despertar das massas para um novo amanhecer (Foto: Divulgação)

O assassinato brutal da Vereadora do PSOL, Marielle Franco e do seu motorista Andersom Pedro Gomes no dia 14 de março, fez brotar nas massas a esperança de um novo amanhecer, que nem tudo está perdido. As massas foram às ruas e praças em todo País e soltaram do peito seu grito de revolta e indignação com tantas barbáries que vem acontecendo com as comunidades pobres que vivem na extrema miséria nas favelas das grandes Cidades.

A morte destes lutadores fizera tremer toda republica e assustou a casa grande, que teve que fazer dos seus noticiários a única pauta do Jornalismo diurno e noturno. A fúria das massas me fez lembrar do velho Mau-Tsé-tung que dizia; "as massas organizadas são como uma muralha invencível" se todos os dirigentes de nossa esquerda e de todos movimentos sociais, sindical do campo e da cidade se apoiassem nas massas para construir a nossa história a liberdade não será tardia para acontecer.

Nós estamos vivendo um momento nas relações de classe em que os oprimidos, excluído, favelados, negros, pobres e Indígenas não suportam mais ficarem calados e esmagados como sapo debaixo de pé de Boi, estamos no limite, não se aguenta mais, chega de tanta opressão. Os Presídios não faltam nada para as rebeliões acontecer, as superlotações, os descasos por parte do Estado, transformou os presídios em um verdadeiro caldeirão, posso afirmar isso porque sou testemunha do que vive os presidiários lá dentro, selas que comporta 12 detentos está com 30 a 40 presos ou seja, empilhados igual sardinha em lata como se ali tivesse animais prontos para ir ao matadouro, para não falar dos mal tratos por parte de agentes despreparados e desqualificados para cuidar de gente. Por outro lado, grande parte destes seres humanos nunca foram julgados, e não tem a menor atenção por parte da Justiça. Não precisa ser vidente para anunciar estas tragédias e se as previsões não tiverem erradas em pouco tempo este vulcão entra em erupção e as consequências disso está fora de qualquer análise.

A violência em que chagamos contra os lutadores do povo, tanto no Campo como na Cidade é um outro fator do limites da paciência de nossa povo, não será mais possível pedir paz e paciência para com quem vem sofrendo estes horrores, esperar do Poder Judiciário de nosso ministério Público e de nossa Polícia alguma solução de se fazer justiça, será a mesma coisa que lavar sabão ou se enxugar gelo, as instituições do Estado estão todas corrompidas, salvo algumas exceções, código civil e penal estão enferrujados, ultrapassado não serve para nada a não ser para uns promotorezinhos e desenbargadoressinhos e uns juizinhos de primeira instância fazerem estágio com suas teses a serviço da extrema direita fascista, sobre o comando da Rede Globo de televisão, simplesmente com pretensão de se promoverem pessoalmente. A nossa Constituição esta sendo rasgado pelo poder judiciário como se fosse uma folha de papel que só serve para o lixo. A constituição foi escrita pelo congresso Nacional, pôr deputados eleitos pelo povo, portanto ela só pode ser mudada por estes que o escreveu.

A violência não é simplesmente física, ela é ideológica, ela é de classe, é isso que temos que prestar atenção não esqueçamos, os regimes repressivos autoritários como o Nazismo de Hitler e o Fascismo de Mussolini e todas as ditaduras, começaram com a destruição dos direitos constitucionais conquistado pelo povo.

As conquistas dos direitos de nossos cidadãos que está em nossa constituição, deve ser respeitado pelas instituições do Estado, são princípios fundamentais conquistado pelo povo no estado democrático, por isso não podemos de forma alguma permitir que qualquer poder do Estado faça mudanças em artigos de nossa constituição, e isso vem acontecendo por parte de Ministros do STF (Supremo Tribunal de Federal) e pelos tribunais de justiças de primeira e segunda instâncias. Nossa tarefa é tomar as ruas e praças e como lideranças dos que não tem voz e ne vez, é organiza-los, é fazer esta massa adormecida despertar, como um vulcão entrar em erupção e ganhar todos os recantos deste País e fazer valer a nossa constituição os nossos direitos constitucionais.

Nossa palavra de ordem para mobilizar as massas não precisa ter chavões e nem muitas invenções, foi por terra, Pão e Paz que os Bolcheviques liderado por Lenin na Rússia fizeram a Primeira revolução Socialista a triunfar no Mundo.

O assassinato de Marielle Franco Vereadora do Psol e Andersom Pedro Gomes no Rio de Janeiro fez despertar na sociedade, que o braço armado do Estado a serviço de Casa Grande não escolhe dia e nem hora para assassinar aqueles que ousa desafiar os seus interesses. A nossa esquerda que até o momento estava só preocupada com as eleições de 2018, foram pegas de surpresa com os acontecimentos, quem sabe agora as plataformas e proposta não fiquem somente no calendário eleitoral.

Não podemos e nem devemos ficar somente nos protestos, precisamos ir além, dar um passo à frente, já passou da hora de dar organicidades as lutas, transforma-las de econômicas e sociais para o caráter político e de classe, como disse o metre Mao Tsé-tung "as massas organizadas aprendem em um dia de luta o que deixou de entender em vinte anos de sua vida". Que estes ensinamentos nos sirvam de luz para iluminar as mentes e os horizontes de tantos dirigentes e militantes de nossos movimentos sócias e de nossa esquerda que tenta negar a luta de classe e a revolução como a única forma que a classe trabalhadora tem para se libertar do domínio do Capitalismo e do Imperialismo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247