O destino de Bolsonaro entre Deus e o diabo

Enquanto Deus se encanta com a retórica do maior educador brasileiro, o seu braço direito se assusta com uma declaração dada por Bolsonaro

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

É noite no céu, e enquanto o criador se entretém lendo a “Pedagogia do oprimido” de Paulo Freire, São Pedro, que um dia também já foi negacionista, está assistindo a Live do presidente do Brasil. Enquanto Deus se encanta com a retórica do maior educador brasileiro, o seu braço direito se assusta com uma declaração dada por Bolsonaro.

São Pedro: Meu senhor! Desculpe incomodar o regozijo de vossa leitura, mas o assunto é sério.
Deus: Espero que seja mesmo, Pedro. Pois estou aqui lendo uma obra prima que um filho meu escreveu. Apesar de estar sob minha inspiração, o rapaz superou as minhas expectativas. Esse livro é uma bíblia para os pobres que eu tanto amo e sempre defendi. Pena que eles não estejam lendo. Você já leu?
São Pedro: Sim. É verdadeiramente um tratado contra a opressão
Deus: Mas, diga lá o que tens a dizer....
São Pedro: É ele de novo...
Deus: Ele quem?
São Pedro: O messias
Deus: O meu unigênito? O que houve? Querem crucifica-lo novamente?
São Pedro: Não. O outro messias. O do Brasil. Bolsonaro...
Deus: Ah, não! Outra vez? Será que as minhas barbas sempre terão que ficar de molho, depois que esse capitão aloprado assumiu o poder por lá?
São Pedro: Parece que sim, meu senhor! Ele acabou de dizer em sua Live semanal, que só sai da presidência se o senhor lhe tirar a vida.
Deus: Eu? Vou me meter nisso não, Pedrinho. O povo lá que se vire com esse genocida. Eles que o escolheram.
São Pedro: O senhor não acha melhor dar uma resposta ao que ele disse? Afinal, o povo lá anda sofrendo tanto por causa dele....
Deus: Tá pensando que eu sou miliciano, Pedro?
São Pedro: Imagina, meu senhor! Apenas pensei que pelas orações que tem chegado aqui, pedindo para que ele saia do poder, o senhor estivesse sensibilizado com o clamor popular do povo brasileiro....
Deus: Esse povo só lembra de mim quando está em apuros, Pedro. Eles fazem as lambanças deles lá, e depois querem que eu resolva daqui. Na na ni na não. Por mim ele vai até o final do mandato, para eles aprenderem a votar.
São Pedro: Mas, senhor! Já chegaram a 4 mil mortes por dia...
Deus: Já sabia desses números antes mesmo da pandemia, Pedro. Esqueceu quem eu sou?
São Pedro: Claro que não, senhor! É que até a mim eles estão invocando...
Deus: Então, atenda-os e não me conteste. Eu já sou meio escaldado com você, desde aquele dia que você negou o meu filho por três vezes. Nem sei porque te dei a chave do céu.
São Pedro: Eu não sou Deus, senhor! E isso da negação é passado. Eu já pedi perdão.
Deus: É passado, já pediu perdão...Sei. A Flordelis também pede perdão. Em breve, o doutor Jairinho também vai pedir perdão, vai dizer que a criança que ele matou faz parte do passado, vai dizer que aceitou meu filho Jesus como salvador e que virou uma nova criatura. Anota aí! Sabe que eu não erro, né?
São Pedro: Mas eu nunca matei ninguém, meu senhor! Eu sei que o senhor não me perdoaria...
Deus: Ainda bem que você sabe. Porque eles lá embaixo acreditam que eu fico de boa com quem mata. Pensam que é só entrar para a igreja do Silas ou do Valdemiro, que eu livro a cara deles de passar a eternidade num hostel infernal. Com o perdão do pleonasmo...
São Pedro: Meu senhor! Mas se não acontecer nada com Bolsonaro, o povo vai pensar que o senhor o apoia.
Deus: Que bobagem, Pedro! Eu já coloquei o Macedo, o Crivella e o pastor Everaldo na cadeia, já desmascarei a Flordelis, revelei para a os guardas da alfândega que o bispo Hernandez e a bispa Sônia escondiam dinheiro na Bíblia, e o que adiantou? Nada. O povo continua acreditando que eles são perseguidos por que me amam. Esse povo ouve mais sertanejo universitário, do que as minhas palavras.
São Pedro: E se o senhor enviasse outro sinal?
Deus: Mais sinal, Pedro? Eu virei operadora de internet agora?
São Pedro: Um sinal que não deixasse mais dúvidas de que Bolsonaro não é do bem...
Deus: Pedro, você está parecendo um olavista que acredita que eu fiz a terra plana. Todos os sinais já foram dados. Desde quando ele explodia bombas nos quartéis lá daquela cidade...como é mesmo o nome? Aquela que tem uma estátua minha?
São Pedro: Rio de Janeiro
Deus: Essa mesmo. Às vezes eu até esqueço que aquilo existe. Peço perdão a mim mesmo por isso.  É que só de pensar naquele lugar, eu já visualizo um governador sendo preso. Falando nisso, o atual também será preso em breve. Anota aí! Sabe que não erro, né?
São Pedro:  Eu imploro, senhor! Dê uma resposta para o Brasil
Deus: Pedro, você está ficando mais chato e sem noção do que aquela mulher que disse que viu meu filho na goiabeira.
São Pedro:  A Damares?
Deus: Essa mesmo. Eu até chamei o meu unigênito no canto e dei uma bronca nele. Já tinha avisado que não o queria pulando muro da casa de fascista para pegar goiaba. Parece que não tem vergonha na cara. Ele esquece que foi esse mesmo tipo de gente que o colocou na cruz há dois mil anos atrás. Sabe como o meu filho é, né? Não tem a maldade dessa gente.

De repente, alguém bate à porta.

Deus: Ora! Veja só quem está a bater na porta do céu a essa hora...
São Pedro:  Vou ver quem é, senhor!
Deus: Não atende não! Deixa ele ficar batendo, batendo, batendo à porta do céu. Quem sabe daí não surge outra balada de rock igual àquela do Bob Dylan? Saudade de ouvir uma música boa...
São Pedro:  Pode ser algo importante, senhor.
Deus: Se fosse eu saberia, Pedro. Esqueceu que eu sei de tudo?
São Pedro: Mas, senhor...
Deus: Tá vai lá! Abre e vê o que o diabo quer
São Pedro:  É o diabo que está batendo à porta?
Deus: Veja com seus próprios olhos...
São Pedro foi abrir a porta...
Diabo: O patrão está aí?
São Pedro:  Ele já não é mais seu patrão, desde que você foi demitido por justa causa. O que queres aqui?
Diabo: É o seguinte: estão chegando diversos pedidos lá do Brasil, para que eu dê um fim no presidente deles lá. Minha caixa de e-mail tá cheia. Até gente que me pediu para colocá-lo no poder, agora quer que eu o tire. Quero saber se o patrão permite que eu aja.
São Pedro: Deus jamais se unirá a você, satanás! Dê o fora daqui!
Deus: Deixa ele entrar, Pedro. Talvez, ele possa ajudar ao Brasil mais do que eu. Eles têm ouvido mais a ele do que a mim nos últimos 4 anos. Esqueceu do golpe contra aquela presidenta?
São Pedro:  Como assim, senhor?
Deus: Foi o diabo que fez a cabeça do vice dela. Aliás, corre por lá que ambos tem um pacto.
São Pedro:  E isso é verdade, senhor?
Deus: Há coisas que são mistérios de Deus, Pedro. Prefiro não comentar.
Diabo: Patrão, vim saber se posso agir na situação.
Deus: Eu não sou mais seu patrão, belzebu. Você tentou roubar o meu trono. Foi a primeira tentativa de golpe da história da humanidade.
Diabo: O cara está aprontando todas lá no Brasil. Parece até que está comigo no corpo.
Deus: E está mesmo. E você sabe disso. Não venha tentar me enganar, porque eu já conheço os seus disfarces.
Diabo: O senhor sabe de tudo mesmo, hein?! Não deixa passar nada. E olha que dessa vez eu nem tive tanto trabalho para enganar a maioria. Eles já estavam com tanto ódio no coração, que me aceitariam até sem disfarce. Está sendo muito mais trabalhoso convencê-los de que o foi o senhor que enviou a pandemia.
Deus: Tem gente que acredita em tudo que o meu santo nome esteja envolvido. Nunca imaginei que alguém cairia no slogan “Deus acima de todos” novamente. Hitler, aquele teu servo lá na Alemanha, já tinha mandado esse papo há mais de 70 anos.
Diabo: Trabalhar com o “fhürer” foi massa. Ele era muito mais inteligente do que esse tal de Bolsonaro. Esse eu preciso ficar repetindo as coisas várias vezes até ele entender. Se bem que, às vezes, ele até me surpreende na maldade.
São Pedro:  O senhor vai ficar de papo com o diabo aqui no céu, senhor?
Deus: Pedro, se eu fosse de direita você já estaria demitido por sua mania de achar que pode questionar quem está no poder. Você sabe que eles não gostam de porteiros, né?
São Pedro:  Eu não sou porteiro, senhor! Sou a pedra fundamental sobre a qual o senhor edificou a sua igreja.
Deus: O que é isso, Pedro? Cadê a consciência de classe que eu te ensinei? Já está se achando da elite só porque eu te dei a chave do meu reino? Como penitência, leia 3 livros do Paulo Freire.
São Pedro:  Sim, senhor!
Deus: E vamos acabar com esse papo, porque eu quero voltar para a minha leitura.
Diabo:  E o que eu faço com os pedidos que vêm lá do Brasil? O último e-mail que chegou foi de um tal de Mourão, dizendo que é General e que não aguenta mais ser vice de um Capitão.
Deus: Vá e faça o que tem de ser feito. Não me meto mais nessa história. Vocês que são do mal que se entendam. Agora, fora! Esqueça meu rosto, meu nome, esta casa, e siga seu rumo.

Após o diabo sair com o rabo entre as pernas, Deus olha para São Pedro e diz:

Deus: Quando ele souber que estou preparando aquele meu filho bom de briga, para botar os fascistas do Brasil pra correr, ele vai ficar doido. A elite descontente vai fazer ele trabalhar dobrado.
São Pedro:  O senhor está falando do Lula?
Deus: Como você adivinhou, Pedro? Aposto que andou fuçando a minha agenda novamente. Chegou a ler a parte que o Ciro foge para os braços da rainha da Inglaterra?

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email