O filho do "coisa ruim"

A diferença é que não haverá espanto com a cara do recém-nascido. Todos sabem que esse partido vem para promover o ódio pelas tantas coisas execráveis ditas por Bolsonaro, seus filhos, ministros e apoiadores

Estado de S. Paulo: Bolsonaro parece líder de facção de ‘briga de rua’
Estado de S. Paulo: Bolsonaro parece líder de facção de ‘briga de rua’
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O casamento com o PSL acabou, mas vai nascer o fruto maligno com a cara de uma legião de brasileiros com sentimentos ruins.

O partido que vem por aí deve se chamar Aliança Pelo Brasil, mas certo seria “Aliança Com Coisa Ruim” e o número da sigla 666.

Jair Bolsonaro vai parir um filhote de ‘cruz-credo’ que terá pele alaranjada, olhos de fogo, boca de motosserra, uma só orelha de elite branca-militarizada-fundamentalista e nariz de Pinóquio. Será mais feio do que alguém possa desenhar.

Absurdamente feio, risível e ridículo.

E será assim, porque vem de uma união pela desgraça do país.

Tal como no filme “O Bebê de Rosemary’ que completou 51 anos, se juntaram para garantir um tempo de trevas e banalização do mal.

A diferença é que não haverá espanto com a cara do recém-nascido.

Todos sabem que esse partido vem para promover o ódio pelas tantas coisas execráveis ditas por Bolsonaro, seus filhos, ministros e apoiadores.

Não se acomoda ao estatuto de uma legenda de extrema-direita a democracia e a justiça social.

Só almas sebosas seguirão Bolsonaro em sigla dissidente que tem projeto pior do que a anterior para os brasileiros.

Entre os que vão fazer aliança com o ‘Coisa Ruim” estarão os que não se sentem racistas por cortar cabelo com negros, os que desejam estupro e morte às filhas de ministros do STF e os que ‘hipoteticamente’ sugerem um novo AI-5 para reprimir protestos.

Quem seguiu o ‘mito’ vai ostentar a verdade de ser mau, ignorante e arrogante.

Os larápios, traidores, espertalhões e demagogos seguirão Bolsonaro.

O que Bolsonaro vai parir é justamente o que prometeu combater em manifesto da nova agremiação, a degradação moral.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247