O Inimigo comum interno: Jair Bolsonaro

Todos sabemos e temos o inimigo comum. O Brasil sabe seu inimigo comum: Jair Bolsonaro. É momento de removê-lo para vencermos a luta contra o segundo inimigo Coronavírus

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A Revolução Francesa fez avançar uma instituição extremamente importante para a democracia burguesa: o exército permanente, com o monopólio legítimo do uso da força.

Assim dentro de um determinado território, com a construção legitimidade, utilizando da coerção como mecanismo de impor a unificação o exército serve a quem detém o poder.

Poder legitimado em grande parte das nações por eleições livres, de sufrágio universal, que obedecem a uma Constituição previamente aprovada por parlamentos. A Constituição deve colocar limites para ações de todos os atores sociais e a todos os poderes constituídos.

A última Constituição brasileira, a Constituição cidadã, de Ulisses Guimarães foi tida como merecedora de defesa de direitos civis, de direitos humanos, de direitos a liberdades, enfim uma Constituição avançada para sua época, mas que tinha em seu cerne defender a justiça, a vida e o direito a liberdade dos cidadãos e cidadãs.

Digo tudo isso de instituições nacionais e de Constituições para apenas dividir uma pergunta que me veio ao reler dois twitteres do General  Villas Boas, as vésperas do julgamento de Habeas Corpus, de Lula, no dia 03 de Abril de 2018. Passemos a eles:

"Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do país e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”

"Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais".

Naquela época esses escritos soaram como ameaça ao Supremo Tribunal Federal, caso Lula fosse libertado, posto que poderia haver uma disputa entre petistas e anti petistas.

O Fantasma da ditadura falou mais alto e Lula não teve sua liberdade confirmada naquela época. Mas vamos lê-lo novamente com outro olhar.

Hoje com toda a ciência, com todos os Governadores de Estados, a imensa maioria dos prefeitos, com a Organização Mundial da Saúde, com Ministros, com a comunidade política internacional , enfim quase a totalidade da humanidade lutando contra o inimigo comum, o Corona Vírus, o que tem a dizer o General Villas Boas sobre o Presidente Bolsonaro?

A primeira frase ainda é válida?

"Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do país e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”

Caso verdadeira a primeira porque o exército, não coloca a segunda em ação , assegurando “(...) à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais", e portanto, não retira o apoio e o respaldo a um genocida que pode levar umas das instituições mais reconhecidas pelos brasileiros a se transformar em auxiliar funerário em massa? Os chefes do Exército estão prontos para assinarem os atestados de óbitos de muitos brasileiros?

Todos sabemos e temos o inimigo comum. O Brasil sabe seu inimigo comum: Jair Bolsonaro. É momento de removê-lo para vencermos a luta contra o segundo inimigo Coronavírus. O segundo só terá sucesso se o primeiro permanecer.

O exército não pode viver de falas idealistas, defendendo governos de plantão, que não exercem o papel de proteger o território, a sua população, a saúde de sua gente, enfim que não cumpre sua missão institucional. A missão do exército é de Estado e não de Governo assim define a Constituição.

O Exército pode estar prestes a ter as mãos manchadas de sangue de inocentes por proteger um genocida que tenta provar que o mundo inteiro está errado e ele tem a chave mágica para a felicidade da raça humana.

Deus nos proteja e tenha piedade daqueles que usam de cargos para politicagem contra quem faz o que eles não têm capacidade de fazerem.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email