O Mamilo e a Revolução

Uma reflexão arriscada que faço envolvendo o corpo da mulher, o prazer, a comunicação e o conservadorismo da sociedade

www.brasil247.com -
(Foto: Miguel Paiva)


Miguel Paiva, do Jornalistas pela Democracia

Como homem não me sinto mais no direito de tratar questões claramente femininas. Fiz durante muitos anos a Radical Chic, mas era um período em que as mulheres não tinham o lugar de fala que têm hoje. Mas este assunto, apesar de começar feminino acaba atingindo todos nós. É uma reflexão arriscada que faço envolvendo o corpo da mulher, o prazer, a comunicação e o conservadorismo da sociedade.

Recentemente a cantora Madonna teve seu Instagram suspenso por conta de fotos que mostravam o seu mamilo. Já vi no Insta fotos de mamilos, mas talvez sejam postados sabendo que vão ser cancelados. Postagem relâmpago. Mamilos nas redes. Esta é a primeira reflexão. Como bem disse a própria Madonna, as mulheres têm cada centímetro dos seus corpos exibidos todos os dias na mídia e os mamilos não podem. Por que será? É uma referência ao sagrado ato de amamentar? Uma herança cristã, se for, injustificável também. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Somos um mundo institucionalmente laico, mas fiel e leal a preceitos religiosos. O ato de amamentar não justifica porque também é constantemente perseguido. Grupos de mulheres reacionárias se revoltam contra mulheres que querem e se acham no direito de amamentar em público. Nada mais justo. Então, se não é só o ato sagrado de amamentar, o que seria? Os homens exibem os mamilos e são exatamente eles que proíbem as mulheres de mostrar os seios. Quanto mais atrasada a sociedade mais o topless, por exemplo, é recriminado. Na Europa se faz na boa, em qualquer praia. As mulheres não andam de peito de fora nas ruas, mas nas praias escolhem de colocar o corpo todo ao sol e podem. Nada acontece. Ninguém reprime. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aqui no Brasil é pecado mortal e até a polícia intervém. Ok que somos um país conservador disfarçado de moderno, mas o que fica dessa história toda e isso confirma o conservadorismo, é que os homens determinam e as mulheres aceitam. O machismo estabelece que partes do corpo feminino podem ser mostradas. Justamente porque as mulheres querem colocar os seios ao vento é que eles proíbem. O mesmo acontece com o aborto, um direito das mulheres e que homens na sua maioria proíbem. Já as bundas podem ser expostas. Os homens aqui no Brasil sentem tesão em bundas e daí as expõem. Até como troféu. As mulheres que se emanciparam e mesmo as artistas que impuseram suas escolhas acabam também usando a exposição da bunda como ato libertário. Concordo, afinal ela está escolhendo mostrar a sua bunda e não por permissão masculina. Anitta, Ludmilla, Luiza Sonza, Iza, todas elas usam a bunda como mensagem e ligam suas atitudes e seu visual ao prazer, ao direito ao prazer sobretudo. E elas determinam isso sem que qualquer homem venha dar as ordens. Acho legal e justo o que acaba incomodando os tradicionalistas, bolsonaristas, moralistas e outros istas que passam longe da liberdade e do prazer. Curiosamente todas já declararam seus votos e sabemos muito bem pra quem. Ainda bem. Mas falta uma imposição maior de imagem e desejo, acho eu. Talvez os tempos não sejam propícios e em breve podemos mudar isso., mas sinto falta dos mamilos. Mulheres têm esse direito. Podem e devem amamentar em público. Podem e devem fazer topless nas praias e podem e devem mostrar seus mamilos nas redes sociais. Vemos coisas horríveis na internet. Por que não um par de seios ao vento que significa a liberdade? Seria a revolução que falta nos nossos costumes. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email