O oitavo pecado capital

Dentro das variáveis, observamos o oitavo pecado capital… Falar merda: quem? Quem, gente? Dia sim e dia não ou todos os dias? Tendo em vista que deveríamos modificar os sete pecados capitais para oito, vamos estipular um tempo para que o paradigma seja quebrado.

Para o biblista italiano e frade da Ordem dos Servos de Maria, Alberto Maggi, Jesus Cristo não morreu opor conta dos "nosso pecados", mas por enfrentar um sistema que se ocupava em explorar os mais pobres; "Basta ler os Evangelhos para ver que as coisas são diferentes. Jesus foi assassinado pelos interesses da casta sacerdotal no poder, aterrorizada pelo medo de perder o domínio sobre o povo e, sobretudo, de ver desaparecer a riqueza acumulada às custas da fé das pessoas", destaca o religioso
Para o biblista italiano e frade da Ordem dos Servos de Maria, Alberto Maggi, Jesus Cristo não morreu opor conta dos "nosso pecados", mas por enfrentar um sistema que se ocupava em explorar os mais pobres; "Basta ler os Evangelhos para ver que as coisas são diferentes. Jesus foi assassinado pelos interesses da casta sacerdotal no poder, aterrorizada pelo medo de perder o domínio sobre o povo e, sobretudo, de ver desaparecer a riqueza acumulada às custas da fé das pessoas", destaca o religioso (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Olha a situação do nosso país, se formos analisar os sete pecados capitais.

Vamos na ordem…

Gula: quem é nessa joça que quer o poder absoluto, pai e filhos?

Avareza: qual a figura pública mais avarenta da história?

Luxúria: quem quer dormir na cama do presidente dos Estados Unidos, se for necessário?

Ira: quem é que solta toda a sua “brabeza” quando questionado e encurralado pela imprensa?

Inveja: quem queria ser o presidente dos Estados Unidos, sendo assim o invejoso mor da pátria brasileira?

Preguiça: quem ao invés de estar trabalhando, se senta em uma cadeira, dia de semana, em horário comercial, para assistir tv, especificamente pronunciamento de merda, para otário assistir e joga nas redes sociais?

Soberba: olha, acho que nem vou falar.

Daí, dentro das variáveis, observamos o oitavo pecado capital…

Falar merda: quem?

Quem, gente?

Dia sim e dia não ou todos os dias?

Tendo em vista que deveríamos modificar os sete pecados capitais para oito, vamos estipular um tempo para que o paradigma seja quebrado.

Pobre, coitado do povo brasileiro.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247