O perigo que vem da direita

"A direita está querendo ficar mais assanhada do que nunca", escreve o colunista Hayle Gadelha após a notícia de que fóruns conservadoras financiados pelo PSL se espalham no País. "Não se olha no espelho nem reconhece o desastre do desgoverno Bolsonaro. Quer de qualquer maneira implantar os seus ideais fascistas aqui no Brasil", afirma

(Foto: ADRIANO MACHADO - REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A direita está querendo ficar mais assanhada do que nunca. Não se olha no espelho nem reconhece o desastre do desgoverno Bolsonaro. Quer de qualquer maneira implantar os seus ideais fascistas aqui no Brasil. Diz o Globo que fóruns conservadores se espalham pelo país, financiados por empresários e pela fundação do PSL. São simpósios e conferências que se espalham, de Norte a Sul do país, com a missão de disseminar o pensamento intelectual conservador defendido pela parcela mais aguerrida do eleitorado de Jair Bolsonaro. Os custos dos eventos variam entre R$ 25 mil e quase R$ 1 milhão e o público que tem participado fica entre 100 e 3.000 pessoas.

O CPAC Brasil, custeado no último fim de semana pela Fundação Índigo, ligada ao PSL, foi o único evento dos mapeados pelo GLOBO que não foi bancado por empresários da região onde se realizam (às vezes são ajudados pela cobrança de taxa de inscrição ao público).

Os objetivos, em geral, são popularizar e tornar mais acessíveis teses, conceitos acadêmicos e informações sobre o conservadorismo. O III Simpósio Nacional Conservador, realizado em Ribeirão Preto (SP) no começo do mês, defendeu transformar a cidade no polo do pensamento conservador no país!!! Já o 1º Simpósio Conservador de Belo Horizonte (MG), realizado em setembro, teve o objetivo de “disseminar o pensamento conservador e os valores judaico-cristãos”. E para o Nordeste, considerado o principal reduto da esquerda no Brasil, a ideia é apresentar, em novembro, as ideias conservadoras para uma população que, na visão de seus organizadores, é “culturalmente” conservadora. Na verdade, querem tirar as cores vivas que Nordeste tem, o Brasil inteiro tem.

Deveriam chamar o Bolsonaro para coordenar tudo. Se for do mesmo jeito tosco que ele toca o país, vai tocar esses eventos fascistas pros quintos do inferno...

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247