O plano de Aécio: ser o Azeredo de amanhã

"Esperto o Aécio, não? Quer unir o útil ao agradável. Atenção para seu novo plano: como goza da antipatia do eleitor, de antigos aliados e até de gente do seu PSDB, Aécio está inclinado a não concorrer a nada em 2018", diz o deputado Rogério Correia, do PT de Minas Gerais, lembrando que não ter foro privilegiado pode não ser um problema para o tucano; "Repetiria, dessa forma, os passos do seu companheiro de tucanagem, o também ex-governador Eduardo Azeredo. Aquele cujo inquérito já dura 12 anos, com prescrição prevista para daqui a menos de seis meses"

aecio azeredo
aecio azeredo (Foto: Rogério Correia)

Esperto o Aécio, não? Quer unir o útil ao agradável. Atenção para seu novo plano: como goza da antipatia do eleitor, de antigos aliados e até de gente do seu PSDB, Aécio está inclinado a não concorrer a nada em 2018. Nesse caso, ficaria livre do vexame de concorrer a deputado e no caso de ganhar (nada garantido) teria de enfrentar muitos deputados no chão do plenário. E, mais importante, teria que responder a seus inquéritos em instâncias inferiores. Aqui mesmo em Minas.

Repetiria, dessa forma, os passos do seu companheiro de tucanagem, o também ex-governador Eduardo Azeredo. Aquele cujo inquérito já dura 12 anos, com prescrição prevista para daqui a menos de seis meses.

Estamos falando do político que foi pego com a boca na botija, gravado em áudio e vídeo pedindo propina de R$ 2 milhões e ameaçando matar o primo antes de ser delatado. O mesmo cuja mãe tem conta em paraíso fiscal e teve o patrimônio triplicado apenas nos últimos dois anos.

Por isto é sempre bom lembrar:  Onde tem Aécio tem rolo e Onde tem rolo tem Aécio!

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247