O vídeo do PC Siqueira: Pedofilia ou gabinete do ódio?

“Este artigo não pretende responder a algo que merece uma investigação judicial. Mas ao mesmo tempo a função do jornalismo não é só dar respostas. Muitas vezes é mais do que tudo fazer perguntas”, afirma o jornalista Renato Rovai

PC Siqueira
PC Siqueira (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Renato Rovai, na Fórum - Acabei de assistir o vídeo do PC Siqueira. Ele está no pé deste artigo. É uma conversa nojenta, abjeta, terrível. Pra quem preferir não assisti-lo, só um resumo pra contextualizar. Ele teria passado a foto da bunda de uma menina de 6 anos a um amigo. Foto que lhe teria sido enviada pela própria mãe.

Não dá pra conciliar acerca disso. E PC Siqueira tem que se manifestar o quanto antes.

Mas ele também tem o direito à defesa. E isso pode ser sim uma armação.

A deep fake já é uma realidade e há gente fazendo vídeos falsos como humor. Também é possível fazê-los pra incriminar alguém.

Pode ser ou não este o caso do vídeo de PC Siqueira.

Entre os argumentos daqueles que estão cuidadosos em relação à história tem o de que o vídeo tem 1 minuto e 30 segundos e que o relógio do celular se mantém no mesmo minuto.

Há também gente que argumenta que ao mesmo tempo que a história ganhou as redes, houve um direcionamento dos ataques para Felipe Neto, que não tem nada a ver com a história.

Também foi muito rápida a forma como bolsonaristas partiram para cima de ambos. Entre eles, o filho do presidente Eduardo Bolsonaro, que ao que consta processa PC Siqueira. Como também processa a Fórum.

Enfim, este artigo não pretende responder a algo que merece uma investigação judicial. Mas ao mesmo tempo a função do jornalismo não é só dar respostas. Muitas vezes é mais do que tudo fazer perguntas.

O gabinete do ódio seria capaz de fazer algo assim para atacar PC Siqueira e Felipe Neto?

Pode parecer loucura, mas sinceramente espero que não tenhamos chegado neste ponto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email