Os 4 crimes de Temer, segundo Janot

A PGR é um órgão limitadíssimo, pois o maior crime de Michel Temer — deixado de fora — é contra o Estado Social (Constituição) e os trabalhadores brasileiros (fim da aposentadoria e precarização da mão de obra com a reforma trabalhista)

Janot
Janot (Foto: Esmael Morais)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O ilegítimo Michel Temer deverá ser acusado pela PGR por corrupção passiva, organização criminosa, obstrução de justiça e lavagem de dinheiro.

O procurador-geral Rodrigo Janot quer dar o xeque-mate em Temer ao deixá-lo sem fôlego no Congresso Nacional, a partir da semana que vem, quando protocolará as denúncias no STF.

A ideia da equipe da PGR é escalonar uma série de denúncias no Supremo e na Câmara.

Paralelamente aos crimes de Temer, a pressão aumentará nas ruas pelas eleições diretas. Até o ex-presidente FHC aderiu ao movimento, portanto, aumentou a cisão no PSDB ao abandonar o barco do Tinhoso.

Resumo da ópera: a PGR é um órgão limitadíssimo, pois o maior crime de Michel Temer — deixado de fora — é contra o Estado Social (Constituição) e os trabalhadores brasileiros (fim da aposentadoria e precarização da mão de obra com a reforma trabalhista).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247