Os 90 anos do fundador da Andrade Gutierrez

'Na estrada com Gabriel Andrade' é a história em construção de um construtor em construção. O pioneiro no desenvolvimento genético do gir leiteiro e idealizador da construtora que leva seu sobrenome

'Na estrada com Gabriel Andrade' é a história em construção de um construtor em construção. O pioneiro no desenvolvimento genético do gir leiteiro e idealizador da construtora que leva seu sobrenome
'Na estrada com Gabriel Andrade' é a história em construção de um construtor em construção. O pioneiro no desenvolvimento genético do gir leiteiro e idealizador da construtora que leva seu sobrenome (Foto: Camilo Vannuchi)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fazia sol na Calciolândia, em Arcos (MG), no dia em que conheci Gabriel. Foi em janeiro de 2009. Ele me convidou para entrar, indicou uma cadeira e foi buscar um aperitivo. Colocou no centro da mesa um queijo da Serra da Canastra, já curado, e foi buscar uma cachaça. Trouxe uma garrafa, depois outra, até formar uma pequena coleção. “Essa é a preferida de Vera”, apontou um rótulo. “Mas a melhor é esta aqui”, e despejou meio centímetro de Havana num copinho. Pronto, agora poderíamos sentar e prosear.

Era de goiabada o cheiro que se destacava entre a sala e o quintal. No fogão a lenha, junto à lavanderia, o tacho fervilhava. Nacos de goiaba colhidos na fazenda viravam doce entre golpes de colher de pau. Goiabada cascão.

Papo vai, papo vem, meus olhos pousaram sobre as mãos de Gabriel, que buscavam as mãos de Vera. Os dois celebrariam bodas de diamante dali a dois meses, e tudo o que eu queria saber, naquele momento, era o segredo de uma parceria como aquela, renovada a cada dia por mãos que (ainda) se procuravam, depois de 60 anos.

Quando sentia a pele de Vera gelada, Gabriel tomava a iniciativa de buscar uma blusa para ela. Quando acordava cedo demais, esperava Vera levantar para tomarem juntos o café da manhã.

Naquele dia teve piscina, pingue-pongue, carteado e sanfona. Teve também a neta de Gabriel e Vera capturando imagens em vídeo para um curta-metragem com os avós.

Conversamos sobre namoro, footing, matinês, bicicleta, trator de esteira, manga-larga de marcha picada, gir leiteiro, leões e vestido de bolinhas. Escrevi a história do casal a toque de caixa, junto com uma amiga, e por meio de sua filha Li An, oferecemos um pequeno livro de presente, um registro para marcar 6 décadas de união.

Dois anos depois, foi seu filho Flávio quem me procurou. Instigado pela mulher, Paula, Flávio queria presentear o pai. Não com um livrinho curto, como aquele das bodas, que versava exclusivamente sobre a história de amor que viveu com Vera, a única mulher de sua vida, mas com uma biografia mais parruda, nos termos de Flávio. Uma biografia que deveria juntar o construtor e o filósofo, o engenheiro e o caubói, o pesquisador e o líder, a história e as histórias do jovem estudante de engenharia, filho de fazendeiro, que teve a ideia de fundar uma empreiteira para abrir ruas em Belo Horizonte e estradas na zona rural do Estado — um "estadão atrasado", em suas palavras —, o que viria a fazer antes mesmo de obter o diploma, ao lado do irmão Roberto e do colega de classe Flávio Gutierrez. Seu longo e rico percurso profissional e pessoal, anotou o filho Flávio, deveria ser contado sem jamais degringolar para uma narrativa áulica nem desprezar a rica história do Brasil que perpassa sua trajetória.

Arregacei as mangas. Ao longo de um semestre, passei pelo menos seis fins de semana inteiros com Gabriel, como um inquisidor a ouvir histórias e fazer interrogatórios. Entre uma visita e outra, entrevistava seus colegas, filhos, amigos, e fazia mais e mais pesquisas, que suscitavam mais e mais perguntas. O processo resultou em aproximadamente 60 horas de áudio, metade delas com Gabriel. Sua história foi tomando corpo.

Quando os primeiros capítulos ficaram prontos, o jornalista e escritor Fernando Morais, mineiro de Mariana, entrou no projeto, como consultor. O que tínhamos nas mãos não era apenas a história do fundador da Andrade Gutierrez ou a história do pioneiro no melhoramento genético de gir leiteiro. O que tínhamos nas mãos era um percurso fascinante, um personagem à procura de um autor.

De forma intermitente, o projeto GDA foi interrompido e retomado algumas vezes desde 2011. No início de 2014, ficou pronta a primeira versão. Em 2015, preparávamos os originais para publicação quando veio a Lava Jato e os olhares se voltaram para a Andrade Gutierrez com aridez e indignação. Afastado há muitos anos da direção da empresa, Gabriel teve de esperar na gaveta. O momento não era propício para a publicação deste livro, concebido entre o lírico e o épico, num tom romântico e empreendedor, focado sobretudo na epopéia dos anos 1940 a 1970, alheio ao discurso cáustico e acusatório das páginas policiais.

No final de 2015, às vésperas de seu aniversário de 90 anos, celebrado em 12 de janeiro de 2016, optou-se por publicar seus causos e histórias no ambiente do Medium, uma plataforma digital.

Gratuito, o livro ficará disponível para leitura e impressão, com uma vantagem: o site calcula o tempo aproximado para a leitura de cada capítulo. Em breve, quem sabe, talvez façamos um novo capítulo, ou um posfácio, que dê conta dos eventos recentes envolvendo a empresa, e o livro ressurja com selo de editora e venda em livraria, nas versões impressa e digital, numa etapa pós acordo de leniência. 

Na estrada com Gabriel Andrade é a história em construção de um construtor em construção. “A vida é também para ser lida. Não literalmente, mas em seu supra-senso”, escreveu certa feita Guimarães Rosa, mineiro de Cordisburgo, no livro Tutaméia. Para ser lida e também contada.

Confira o livro aqui.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247