Os efeitos de um novo choque dos juros nos EUA para o Brasil

"Tudo o que está ruim, poderá piorar e muito. Um novo choque dos juros nos EUA liquidaria de vez aquilo que ainda resta de indústria no Brasil"

www.brasil247.com -
(Foto: Arquivo/247)


A inflação nos EUA está em alta. Já chegou ao patamar de 1982. É possível com isso que o FED realize um novo choque de juros ao sabor de 1979.

O choque dos juros de 1979, por sua vez, teve efeitos desastrosos aos países atrasados. Uma das consequências foi a brutal crise da dívida dos anos 80.

O iminente aumento das taxas de juros nos EUA terá efeitos muito importantes para o Brasil, porque

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1) aumentará a dívida externa brasileira

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

2) deslocará investimentos que viriam para o Brasil para os EUA

3) diminuirá proporcionalmente os preços das commodities exportadas; e pior,

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

4) diminuirá o preço da terra propriamente dita.

Isso, no momento em que os bancos norte-americanos estão adquirindo milhões de hectares no Brasil. E o farão a preço de banana.

Ao mesmo tempo, no Congresso Nacional os imperialistas encontram eco em setores da burguesia brasileira que estão aprovando a liquidação completa de todo nosso território.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tudo o que está ruim, poderá piorar e muito. Um novo choque dos juros nos EUA liquidaria de vez aquilo que ainda resta de indústria no Brasil.

Torna-se questão chave e urgente a luta pela nacionalização dos recursos naturais do país! Incluindo a terra! E mais, coloca em pauta urgente a estatização de todo sistema financeiro no Brasil e taxação das commodities exportadas.

Somente assim o Brasil poderá voltar a se desenvolver, e mais, manter a sua soberania nacional e integridade territorial diante da corrida mundial por terras realizada pelo capital financeiro internacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email