Os golpistas e a tática da terra arrasada

Para o sucesso dessa política de terra arrasada, os golpistas atuam de modo planejado. Temer conspira nas alcovas, Cunha junta a camarilha e faz as pautas bombas, Janot e Moro trabalham na Lava Jato articulados com a PF/MPF e a Grande Mídia

Ilustração para artigo de Fancisco Chagas "Os golpistas e a tática da terra arrasada"
Ilustração para artigo de Fancisco Chagas "Os golpistas e a tática da terra arrasada" (Foto: Francisco Chagas)

O General de campo russo Mikhail Kutuzov (1745 – 1813) ficou conhecido pelo papel de destaque que teve frente às guerras napoleônicas. Em especial por fazer uso de uma tática de guerra já conhecida pelos chineses como "Tática da Terra Arrasada". A tática constitui-se basicamente em permitir que o inimigo adentrasse ao seu território e a partir dali, destruir tudo que houvesse pela frente em seu próprio país.

Uma vez o inimigo dentro do seu território a ordem era: retirar as populações civis, atear fogo as plantações, matar e incinerar os rebanhos e envenenar a água. Para derrotar o inimigo kutuzov destruía o seu próprio território.

É precisamente isso o que fazem os golpistas no Brasil. Insatisfeitos com 12 anos de governo com conquistas sociais e populares inegáveis, para derrotar esse governo destroem o Brasil.

Os golpistas tem um programa construído a duas mãos, deram o nome de "Uma Ponte para o Futuro". Cujo objetivo é:

1. Acabar com a política de reajuste do salário mínimo indexado a inflação e ao PIB;

2. Acabar com o regime de partilha na exploração dos recursos do Pré-sal, como ficou explicito no projeto do senador Serra, lacaio dos interesses das grandes companhias estrangeiras de petróleo no Brasil;

3. Rasgar a CLT e impor que o acordado se sobreponha ao legislado, reduzindo direitos e conquistas trabalhistas adquiridas há quase um século;

4. Reduzir e fragilizar o MERCOSUL e a UNASUL, para tornar o Brasil e os países Latino Americanos ainda mais dependentes dos EUA;

5.Flexibilizar a Lei de controle ambiental, para atender interesses das grandes corporações que querem explorar os nossos recursos naturais, visto que já devastaram os seus territórios;

6. Retirar a obrigatoriedade orçamentária das verbas carimbadas na saúde e educação. Com isso desobrigar o Estado destas duas políticas públicas fundamentais ao povo Brasileiro e aprofundar a privatização.

Para o sucesso dessa política de terra arrasada, os golpistas atuam de modo planejado. Temer conspira nas alcovas, Cunha junta a camarilha e faz as pautas bombas, Janot e o Moro trabalham na Lava Jato articulados com a PF/MPF e a Grande Mídia.

Fazem vazamentos seletivos, prática de tortura psicológica, conduções coercitivas irregulares e midiáticas, delações que premiam o criminoso, em busca de uma única prova contra o PT, Lula e Dilma. É um deboche à Carta Magna.

Para destruir esse governo e as conquistas populares, os golpistas fazem campanha pelo mundo afora. FHC com seu Instituto e apoio de tucanos de alta plumagem, fazem palestras e conferências para desestimular os investidores externos e afasta-los do Brasil.

O Juiz Moro vai aos EUA para propagar que o Brasil é um país corrupto e promover a insegurança jurídica.

Essas ações coordenadas estão destruindo a nossa engenharia, atrasando o nosso programa de defesa, inviabilizando o Pré-sal, inutilizando nosso programa nuclear, o programa de energias alternativas, a nossa indústria, causando desemprego, desesperança e o caos.

A conspiração golpista agora assumida publicamente pelo Temer promove o caos.

Tentam impedir a vontade de mais de 54 milhões de brasileiros que elegeram a Presidenta Dilma e um programa democrático e popular de governar.

Em qualquer país do mundo as ações desses golpistas seriam tratadas como traição e crime de lesa Pátria.

Não temos alternativa, a não ser derrotar nas ruas e no Congresso essa alcateia de saqueadores que querem tomar de assalto o poder legitimo conferido pelo povo brasileiro.

Vale lembrar que dos 38 deputados que votaram pelo golpe, 35 são acusado e ou respondem à processos por corrupção.

Cabe uma distinção entre esses golpistas e o general Kutuzov. O general russo afastava a população civil antes de atear fogo. Aqui eles botaram fogo no país e querem que o povo queime junto.

TODOS Á RUA!

VAMOS DERROTAR O GOLPE!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Jandira Feghali

O massacre como política

Quem deterá o governador Witzel? Com certeza não será sua humanidade, já que comprovou não lhe restar nenhuma. É preciso transformar nossa indignação em protestos e ações institucionais e políticas...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247