Os três poderes

Esse governo genocida, que se instalou a partir do início de 2019, nos seus poucos mais de dois anos vai, cada dia que passa, sufocando o poder Legislativo e o poder Judiciário de uma maneira bem profissional, bem planejada

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Quando fiz o antigo primário, de 1961 a 1964, ouvi com certa repetição, que o Brasil era constituído por três poderes: o executivo, o legislativo e o judiciário.

Pode ser mesmo que, até o final do primeiro trimestre de 1964, essa divisão estava valendo de fato, de forma equilibrada, com a divisão de atuação de cada um desses poderes. Mas veio o golpe militar em 31 de março de 1964, a ditadura militar foi instalada, permaneceu no poder até 1985 e o primeiro poder, o executivo, por motivos óbvios, mandou e se sobrepujou sobre os outros dois poderes pelo longo período de 21 anos.

Esse governo genocida, que se instalou a partir do início de 2019, nos seus poucos mais de dois anos vai, cada dia que passa, sufocando o poder legislativo e o poder judiciário de uma maneira bem profissional, bem planejada, com militares das três forças espalhados em postos-chaves dizendo, claramente, para que vieram de fato e ditam, quase sem nenhum bloqueio, o que querem e na maior cara de pau.

Em outras palavras, a Constituição Brasileira vem sendo atropelada e as reações são pífias.

É exagero dizer isso ou as tais das instituições, que estão no guarda-chuva dos poderes legislativo e judiciário, estão funcionando mesmo e não fazem apenas um joguinho de cena para nos enganar e dizer que vivemos numa democracia?

Afinal que democracia é essa que tem mais de 257 mil mortos pela COVID, que tripudia com a nossa cara, exibindo sem o menor pudor, uma mansão pertencente a um dos seus expoentes e mandatários, quando tem gente sendo tratada em maca de ambulância por falta de leito em UTI? 

Ora, faça-me o favor, isso não é humilhar o próximo? 

Ou não é humilhação ter que sair gente superdoente de Santa Catarina para o Espirito Santo, por exemplo, porque o sistema de saúde estadual não suporta mais e precisa viajar todo esse trecho para ser atendida?

No dois contra um, o poder legislativo e o poder judiciário estão perdendo para o poder executivo, igual a uma ditadura plena, e até agora não esboçam vontade de virar o jogo. Por que será? Será que está tudo contaminado e não tem volta?

“E eu não aguento a resignação. Ah, como devoro com fome e prazer a revolta.” (Clarice Lispector).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email