Ou Geddel entrega o chefe da quadrilha ou vai mofar na cadeia

"A julgar por sua primeira experiência em que a sua choradeira ao juiz lembrou a de Tiago Silva nos 7 a 1 ele não vai aguentar muito tempo sem abrir o bico. Eu, os procuradores, toda a PF, o diretor atual e o futuro sabem que ninguém é corrupto sozinho, a corrupção é um crime no qual só se obtém sucesso do tamanho que ele obteve trabalhando em quadrilha", diz o colunista Alex Solnik sobre os próximos dias de Geddel Vieira Lima, parceiro de Michel Temer; "Ele vai ter que explicar direitinho não só quem faz parte da sua quadrilha – se é que precisa. E Temer pensou que seu inferno astral tinha terminado depois do autogrampo de Joesley", diz Solnik 

"A julgar por sua primeira experiência em que a sua choradeira ao juiz lembrou a de Tiago Silva nos 7 a 1 ele não vai aguentar muito tempo sem abrir o bico. Eu, os procuradores, toda a PF, o diretor atual e o futuro sabem que ninguém é corrupto sozinho, a corrupção é um crime no qual só se obtém sucesso do tamanho que ele obteve trabalhando em quadrilha", diz o colunista Alex Solnik sobre os próximos dias de Geddel Vieira Lima, parceiro de Michel Temer; "Ele vai ter que explicar direitinho não só quem faz parte da sua quadrilha – se é que precisa. E Temer pensou que seu inferno astral tinha terminado depois do autogrampo de Joesley", diz Solnik 
"A julgar por sua primeira experiência em que a sua choradeira ao juiz lembrou a de Tiago Silva nos 7 a 1 ele não vai aguentar muito tempo sem abrir o bico. Eu, os procuradores, toda a PF, o diretor atual e o futuro sabem que ninguém é corrupto sozinho, a corrupção é um crime no qual só se obtém sucesso do tamanho que ele obteve trabalhando em quadrilha", diz o colunista Alex Solnik sobre os próximos dias de Geddel Vieira Lima, parceiro de Michel Temer; "Ele vai ter que explicar direitinho não só quem faz parte da sua quadrilha – se é que precisa. E Temer pensou que seu inferno astral tinha terminado depois do autogrampo de Joesley", diz Solnik  (Foto: Alex Solnik)

Não foi uma boa ideia guardar 51 milhões num apê. 

Somente muita ingenuidade, burrice ou certeza de impunidade explicam alguém imaginar que, num prédio residencial, onde a fofoca rola solta, em Salvador, onde as pessoas costumam falar mais que a boca, ninguém desconfiaria de um apartamento permanentemente fechado, onde de vez em quando alguém chega com malas ou caixas e vai embora.

Este é um país estranho, em que delatores se auto-grampeiam e corruptos tidos como profissionais não sabem guardar seu botim.

Nada disso aconteceria se Geddel tivesse escondido a bufunfa numa casa térrea, por exemplo. Ou tivesse feito como Pablo Escobar, que preferia enterrar no quintal.

Mas ele falhou nessa parte, suas digitais foram descobertas e agora voltou para a cadeia.

A julgar por sua primeira experiência em que a sua choradeira ao juiz lembrou a de Tiago Silva nos 7 a 1 ele não vai aguentar muito tempo sem abrir o bico.

Eu, os procuradores, toda a PF, o diretor atual e o futuro sabem que ninguém é corrupto sozinho, a corrupção é um crime no qual só se obtém sucesso do tamanho que ele obteve trabalhando em quadrilha.

Ele vai ter que explicar direitinho não só quem faz parte da sua quadrilha – se é que precisa - mas quem é o chefe se não quiser mofar na cadeia.

E Temer pensou que seu inferno astral tinha terminado depois do autogrampo de Joesley.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247