Palestina em destaque

A Assembleia Legislativa de São Paulo fará um ato em defesa do povo palestino e um dos destaques será a exposição de imagens do fotógrafo Christian Rizzi

(Foto: Christian Rizzi)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Em uma semana em que o presidente da Comissão de Relações Exteriores, Eduardo Bolsonaro, não só publicou uma fotografia em assentamentos ilegais em território palestino, gerando uma nota de repúdio de diversas entidades ligadas à questão humanitária, como também pauta na mesma comissão acordos de cooperação entre Brasil e Israel no setor de defesa, debater a causa palestina é fundamental e atual.  

Com Bolsonaro, o Brasil vem perdendo espaço diplomático e comercial com a desastrosa política externa alinhada aos EUA.  

Nesta quarta (11), a Assembleia Legislativa de São Paulo fará um ato em defesa do povo palestino e um dos destaques será a exposição de imagens do fotógrafo Christian Rizzi, que vive na fronteira do Brasil com o Paraguai (área de grande concentração de palestinos) e visitou o território palestino.   

Exposição fotográfica retrata cotidiano na Palestina   

A iniciativa faz parte das atividades do Ato de Solidariedade ao povo palestino, que será realizado hoje, 11, na Assembleia Legislativa de São Paulo 

Palestina: Fragmentos de Uma História é o tema da exposição fotográfica, que ilustra o Ato de Solidariedade ao Povo Palestino, evento que será realizado hoje, 11, a partir das 19h, no auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa de São Paulo.   

A ação é promovida pela Federação Árabe Palestina do Brasil (FEPAL). O embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahin Alzeben, o presidente da FEPAL, Ualid Rabah, deputados que apoiam a Causa Palestina, e representantes de entidades ligadas ao tema estarão presentes.   

A exposição Palestina: Fragmentos de uma História retrata a experiência do repórter fotográfico Christian Rizzi, do videomaker, Jean Carlos Oliveira, do jornalista e fotógrafo Marcelo Freire e do professor e escritor Waldson Dias, durante 10 dias em território palestino.   

O grupo percorreu cinco diferentes cidades do Estado da Palestina, onde conheceram moradores que contaram como resistem diariamente a ocupação militar provocada pelo Governo de Israel.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247