Para o governo Temer, “gente boa também mata”

"Quem vê um cartaz com a foto de uma jovem bonita abraçada a um belo cachorro e o título em letras garrafais 'Quem resgata animais na rua pode matar' imagina o que? Que é uma piada; Porque só um mentecapto associaria, a sério, a boa ação de salvar animais com algum tipo de crime", afirma o colunista Alex Solnik sobre a polêmica campanha de trânsito; "O ministro dos Transportes, Mauricio Quintella, que aprovou essa sandice, ganhou o cargo porque foi o primeiro deputado do PR a embarcar na canoa do impeachment e não por ter qualquer intimidade com o tema. Quem pariu Quintella que o embale", diz ele; nesta tarde, o ministro anunciou que irá retirar a propaganda

"Quem vê um cartaz com a foto de uma jovem bonita abraçada a um belo cachorro e o título em letras garrafais 'Quem resgata animais na rua pode matar' imagina o que? Que é uma piada; Porque só um mentecapto associaria, a sério, a boa ação de salvar animais com algum tipo de crime", afirma o colunista Alex Solnik sobre a polêmica campanha de trânsito; "O ministro dos Transportes, Mauricio Quintella, que aprovou essa sandice, ganhou o cargo porque foi o primeiro deputado do PR a embarcar na canoa do impeachment e não por ter qualquer intimidade com o tema. Quem pariu Quintella que o embale", diz ele; nesta tarde, o ministro anunciou que irá retirar a propaganda
"Quem vê um cartaz com a foto de uma jovem bonita abraçada a um belo cachorro e o título em letras garrafais 'Quem resgata animais na rua pode matar' imagina o que? Que é uma piada; Porque só um mentecapto associaria, a sério, a boa ação de salvar animais com algum tipo de crime", afirma o colunista Alex Solnik sobre a polêmica campanha de trânsito; "O ministro dos Transportes, Mauricio Quintella, que aprovou essa sandice, ganhou o cargo porque foi o primeiro deputado do PR a embarcar na canoa do impeachment e não por ter qualquer intimidade com o tema. Quem pariu Quintella que o embale", diz ele; nesta tarde, o ministro anunciou que irá retirar a propaganda (Foto: Alex Solnik)

Quem vê um cartaz com a foto de uma jovem bonita abraçada a um belo cachorro e o título em letras garrafais "Quem resgata animais na rua pode matar" imagina o que?

Que é uma piada do Porta dos Fundos ou do Casseta&Planeta ou do Pânico.

Porque só um mentecapto associaria, a sério, a boa ação de salvar animais com algum tipo de crime.

Mas está assinado pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil do governo Temer. Logo, se é piada é involuntária. E fala não só por esse ministério, mas por todo o governo.

Aí você olha a frase que vem abaixo, em tipos menores e começa a ficar mais confuso do que já estava:

"Não use celular ao volante".

E então especula que a mensagem talvez seja a seguinte: quem usar celular ao volante na hora de resgatar um animal na rua "pode matar".

Ou seja, aquilo que parecia ser uma campanha pró ou contra animais é uma campanha de trânsito.

Mas, espera aí, como é que um motorista, ao resgatar um animal na rua "pode matar"?

Excluindo o caso de algum psicopata que resgata um animal e tira o revólver para atirar em quem está por perto quais são as chances de provocar uma morte numa situação como essa? Só se o motorista que vai resgatar o animal brecar inesperadamente, o carro que vem atrás bater nele e o motorista morrer no acidente.

Qualquer novelista das 8 pode até escrever uma cena dessas, mas ninguém vai engolir.

Mas o cartaz não termina aí. Tem ainda uma terceira frase, que fecha a mensagem com chave de ouro: "Gente boa também mata".

É assustador! É uma ofensa em regra a todos os brasileiros. "Você pode ser gente boa e um dia dar um teco em alguém".

Faltou uma quarta frase: "Gente boa também rouba".

E uma quinta:

"Gente boa também escreve besteiras".

E a sexta:

"Gente boa também joga dinheiro público no lixo".

Agora, as três frases juntas, o conjunto da obra:

"Quem resgata animais na rua pode matar".

"Não use celular ao volante".

"Gente boa também mata".

O ministro dos Transportes, Mauricio Quintella, que aprovou essa sandice, ganhou o cargo porque foi o primeiro deputado do PR a embarcar na canoa do impeachment e não por ter qualquer intimidade com o tema.

Quem pariu Quintella que o embale.

PS: o ministério dos Transportes suspendeu a campanha agora há pouco sem explicações, mas provavelmente em virtude da imensa repercussão negativa nas chamadas redes sociais.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247