Para o mercado, Guedes perdeu a serventia

Relatório feito a partir de um grupo de consultorias de análise de riscos do mercado mostra que a situação do ministro Paulo Guedes está insustentável. 69% veem chances de Guedes deixar o governo

www.brasil247.com - O ministro da Economia, Paulo Guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


O portal de notícias financeiras e corporativas, InfoMoney, publica mensalmente, um boletim repórter com acompanhamento sobre o poder político no Brasil. 

A publicação se chama “Barômetro do Poder”. A edição mais recente realizada entre os dias 28 e 30 de setembro contou com 13 participantes, sendo 10 de institutos e consultorias de análise de riscos e 3 analistas independentes. 

Entre as consultorias e Think Thanks estão gente do Insper, Ipespe, Eurasia Group, XP Política, Tendências Consultoria, Empower Consulto, Thomas Trauman, etc.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O relatório é muito usado pelos “donos dos dinheiros” (setor financeiro) para monitorar o poder políticos e os riscos. Seus organizadores usam questionários de plataforma online para obter as opiniões que são apuradas de forma quantitativa e qualitativa. Nesta edição de setembro foram avaliados três itens que foram observados em diferentes leituras: governabilidade, reformas e conjuntura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dentre os vários pontos levantados o que mais me chamou a atenção foi o desgaste que a turma que orienta o capital está com o ministro Paulo Guedes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O relatório destaca: “venceu a validade de Paulo Guedes no Ministério da Economia”. “... aparentemente Paulo Guedes sairá do governo de qualquer maneira”. 69% consideram as chances dele deixar o governo: grande (38%) e regular (31%).

Sobre a governabilidade do desgoverno Bolsonaro, estes três comentários mereceram destaque: “Com o aumento da popularidade, aumenta o apoio no Congresso Nacional. O contrário é esperado para o ano que vem, quando escassearão os recursos para os auxílios”. “A aliança com o Centrão segue dando as cartas no governo”. “As janelas das reformas fechou. Agora, o Congresso vai se preocupar com as eleições municipais e das presidências das Câmara e do Senado e com a manutenção do auxílio emergencial”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ou seja, os dois temas parece que andaram juntos. Para o mercado, o Guedes perdeu a serventia. A conferir!

Confira abaixo três slides da publicação de 33 páginas:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email