Peticídio

Após a regulamentação do feminicídio, o andar da carruagem no país indica que logo terá que ser discutida a inclusão do petícidio, como novo tipo de homicídio qualificado no Código Penal Brasileiro

www.brasil247.com - Após a regulamentação do feminicídio, o andar da carruagem no país indica que logo terá que ser discutida a inclusão do petícidio, como novo tipo de homicídio qualificado no Código Penal Brasileiro
Após a regulamentação do feminicídio, o andar da carruagem no país indica que logo terá que ser discutida a inclusão do petícidio, como novo tipo de homicídio qualificado no Código Penal Brasileiro (Foto: Marcelo Uchoa)


Após a regulamentação do feminicídio, o andar da carruagem no país indica que logo terá que ser discutida a inclusão do petícidio, como novo tipo de homicídio qualificado no Código Penal Brasileiro. Este presumível extermínio de petistas por razões de ódio político tem sido motivado pela irresponsabilidade de uma mídia fascista, que há muito optou por abandonar ao segundo plano o compromisso com a verdade, para patrocinar ataques por cima de ataques ao governo e suas principais lideranças, apenas pela sede do poder, nem que para isso tenha que jogar na latrina o próprio país, suas conquistas econômicas, a boa imagem lograda internacionalmente, as históricas vitórias sociais obtidas na última década.

É deplorável observar que os episódios outrora isolados havidos com as hostilizações públicas aos ex-ministros Mantega e Padilha, com as erupções de ódio manifestadas nas redes sociais, carregadas de preconceitos de gênero contra a presidenta Dilma, as quais já vinham sendo alimentadas desde a Copa das Confederações pela elite mesquinha e abjeta do país, por pouco não transformada em violência física após um psicopata driblar a segurança presidencial no exterior, se convertem agora em atentado terrorista contra, nada mais, nada menos, o ex-presidente Lula (quanta ingratidão, quanta ousadia!), e, ante tudo isso, a imprensa tradicional brasileira continue a tratar o tema como um fato normal, sem quaisquer implicações maiores com a segurança nacional. Revoltante!

Indignante também é a constatação de que passados dias do atentado ao Instituto Lula os bandidos já não estejam na cadeia, ainda mais quando câmeras de segurança registraram a ação terrorista do início ao fim. Ponto negativo, aí, para o governo, que, a exemplo do Ministério Público e do Judiciário, é meteórico além da conta em certas ações policiais quando para comprometer o PT, e demasiadamente letárgico em momentos críticos como este. E ponto negativo, também, para o próprio Partido dos Trabalhadores, que permanece respondendo timidamente a este tipo de provocação, quase como se tratasse de um problema individual.

Pois bem! Ou o governo e o PT reagem energicamente contra estas atrevidas, desonestas, e, agora, perigosas investidas da direita organizada, refutando-as com todo rigor da lei e demonstrando, por ações políticas concretas, que se orientam pelo bom senso e pelo social (e aí valem desde pautar o controle social da mídia até tributar grandes fortunas para aliviar o peso do ajuste fiscal sobre os trabalhadores), deixando claro que na eventualidade de uma cisma estarão ao lado do povo, ou então depois não venham acusar a população esclarecida de haver recolhido suas bandeiras e se retraído em seus lares, para assistir via lentes da infecta telinha a parada militar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Acabou o clima para brincadeiras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email