Petrobrás desvia US$ 50 bilhões do povo brasileiro para seus acionistas, e ninguém reclama ?

www.brasil247.com - Sede da Petrobras no Centro do Rio.
Sede da Petrobras no Centro do Rio. (Foto: © Fernando Frazão/Agência Brasil)


A impressão é que vai tudo muito bem no Brasil. Não temos desemprego, não existe fome, a renda é muito bem distribuída. Educação, saúde, segurança, uma maravilha. 

É o que podemos entender quando vemos uma estatal como a Petrobrás, mudar seus planos, passado apenas um ano, dobrando a previsão de distribuição de dividendos em seu planejamento quinquenal, de US$ 35 bilhões para US$ 70 bilhões, sem qualquer comentário da imprensa, de parlamentares ou de organizações que defendem a economia popular. 

A seguir o quadro de Usos e Fontes do Plano Estratégico 2021/2025 elaborado no final de 2020: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Usos e Fontes 2021/2025

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
graf1

Fonte : Plano Petrobrás 

Vejam que a empresa previa uma Geração Operacional de Caixa no valor de US$ 125 bilhões para o período 2021/2025 e o pagamento de US$ 35 bilhões em dividendos. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A seguir o quadro de Usos e Fontes do Plano Estratégico 2022/2026 elaborado agora em 2021

Usos e Fontes 2022/2026

graf2

Fonte : Plano Petrobrás

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vejam que agora o empresa prevê Geração Operacional de Caixa de US$ 160 bilhoes (US$ 35 bilhões superior ao plano anterior). Este aumento foi causado pelas premissas utilizadas na projeção do preço do petróleo e do cambio, como vemos no gráfico a seguir :

graf3

Fonte : Plano Petrobrás

Nota-se também que o incremento na Geração Operacional de Caixa, entre um plano e outro, foi totalmente utilizado para aumentar o pagamento de dividendos, que subiram de US$ 35 para US$ 70 bilhões.  

CESSÃO ONEROSA

Em 2010, com o objetivo de capitalizar a Petrobrás para os investimentos no pré-sal, foi feita a chamada “cessão onerosa”, quando o governo brasileiro transferiu para a companhia 5 bilhões de barris da área do pré-sal. 

Neste mesmo processo e com o mesmo objetivo, foi dada isenção da Participação Especial (governamental) para a companhia na exploração dos campos do pré-sal. Na época acreditava-se que os poços do pre-sal produziriam entre 10 a 15 mil barris dia. Hoje estes poços estão produzindo mais de 50 mil barris dia. 

Atualmente ao invés de utilizar estes recursos para aumentar os investimentos no pré-sal, a Petrobrás desvia para seus acionistas

Hoje a empresa investe menos do que investia em 2005, antes da descoberta do pre-sal. Isto é feito para sobrar mais recursos (o chamado “caixa livre”) para pagar dividendos.

Dentro do Plano Estratégico 2022/2026, estimamos que, somente para o campo de Búzios, a renúncia fiscal represente mais de US$ 50 bilhões. É um absurdo que tem de ser corrigido imediatamente. 

CPI NA PETROBRÁS 

Diante deste e de outros fatos, fica clara a necessidade da instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI na Petrobrás, conforme solicitado em manifesto por impoçtantes entidades como Aepet, ABI, Clube de Engenharia, Conselho Federal de Economia – Confecon e Federação Brasileira de Geólogos – Febrageo 

https://aepet.org.br/w3/index.php/conteudo-geral/item/6927-manifesto-da-aepet-e-entidades-exige-fim-do-ppi-com-cpi-na-petrobras 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email