Por que seres humanos como Reinaldo Azevedo mudam a favor de Lula e contra Sérgio Moro?

A vida e a história, como se transportadas por poderoso cargueiro por estadas acidentadas e embarradas, passam por solavancos surpreendentes. É assim que vejo o jornalista Reinaldo Azevedo, que trabalhou por muitas anos na revista Veja lixo. Daquela barricada ajudou a golpear a democracia e a derrubar o governo da Presidenta Dilma

Por que seres humanos como Reinaldo Azevedo mudam a favor de Lula e contra Sérgio Moro?
Por que seres humanos como Reinaldo Azevedo mudam a favor de Lula e contra Sérgio Moro? (Foto: Divulgação)

Prezadíssima amiga Magali Do Nascimento Cunha, professora e doutora em comunicação, Rio de Janeiro

És uma das poucas evangélicas que sobraram no campo intelectual crítico e progressista.

Tua resistência te faz leal com a história e com o futuro da humanidade. Desde o passado a humanidade sonha com relações justas e com sociedade fraterna, em cujo âmbito as mulheres de tua têmpera se somam à reserva revolucionária da classe trabalhadora.

Bem aventurada és tu que nunca precisarás te arrepender de uma senda de males feitos!

Orgulho de te ter na minha agenda de amizade.

A vida e a história, como se transportadas por poderoso cargueiro por estadas acidentadas e embarradas, passam por solavancos surpreendentes. É assim que vejo o jornalista Reinaldo Azevedo, que trabalhou por muitas anos na revista Veja lixo. Daquela barricada ajudou a golpear a democracia e a derrubar o governo da Presidenta Dilma.

Reinaldo ensanguentou as mãos e apodreceu a alma com as mentiras e calúnias contra os campos democráticos e populares do Brasil.

Graças a isso se tornou o jornalista mais lido pela dita esquerda, que o lia para se envenenar com o ódio a serviço do grupo Abril e do mercado, e pela direita mais abjeta e imunda, que desembocou no que é hoje o governo do Brasil com o laranjal e miliciano Jair Bolsonaro. A direita não lê mas segue gurus, vendo seus textos como horóscopos para suas mentes deformadas!

Lá pelas tantas Reinaldo se demite da Veja já afundando e, com isso, gira para o outro lado a sua metralhadora rica de uma retórica moralista e de figuras de linguagem, que sacodem ouvintes, leitores e telespectadores.

A pergunta é: por que Reinaldo Azevedo parece mudar tanto, de adorador da lava jato com seus milicianos, traidores da pátria e fake news caluniadores, injuriadores e malandros como Sérgio Moro, Deltan Martinazzo Dallagnol e os demais delinquentes agentes do imperialismo estadunidense?

As últimas avaliações de Reinaldo sobre os 5 anos da lava jato identificam este antro como a maior desgraça, que ele chama de tragédias, do Brasil.

Do discurso moralista e farisaico a lava jato desaguou em vergonhas nojentas como “Jair Bolsonaro […]presidente da República: Sérgio Moro […] ministro da Justiça; Vélez Rodriguez […] ministro da Educação; Damares Alves […] ministra dos que vestem azul e das que vestem rosa, e o chefe do Executivo atravessou o umbral da nova era ao divulgar um filminho pornô”, escreveu na sua coluna de domingo.

Azevedo consegue perceber, apesar de sua obtusidade ideológica, que a republiqueta cloacal de Curitiba mandou para a prisão o maior líder brasileiro, sem provas e sem culpa. O traidor da pátria Sérgio Moro desempregou, com sua obra mentirosa e fascista, 13 milhões de trabalhadores de todos os ramos da produção, empinando o país em direção ao abismo.

Reinaldo ainda reconhece a ignorância e a burrice do arrogante fariseu evangélico Deltan Dallagnol, tanto que o manda estudar e o conclama a trabalhar.

A resposta à pergunta pela suposta mudança de cosmovisão de Reinaldo Azevedo não deve ser buscada na ideologia como estudo das ideias abstratas nem em pretensa transformação política e profissional.

Reinaldo Azevedo é membro da pseudo classe média. Nesse sentido não é somente ele que sinaliza mudanças e até indícios de arrependimento.

Reinaldo mesmo responde sobre a causa da movimentação da retórica nova que usa ao ponto de os analfabetos políticos, fascistas, milicianos, laranjas e fundamentalistas o chamarem de “petralha”, pejorativo que o próprio Azevedo criou para ridicularizar os petistas. A resposta são o espetáculo de desempregos e injustiças causados pela lava jato e pelo bufão Sérgio Moro.

Reinaldo Azevedo muda o “pensamento” no mesmo movimento que fazem os ministros do STF ao derrotarem a barbárie escandalosa que é a meretriz do imperialismo, a lava jato. Juntam-se a eles setores do agronegócio, que se dizem arrependidos pelo escândalo do apoio ao vira lata Jair Bolsonaro, lambe botas dos Estados Unidos.

Negociantes sensíveis aos interesses econômicos, Reinaldo e a emburrecida classe média, que de média não tem nada, já anteveem as ruas retomadas pela classe trabalhadora e as fumaças das fábricas pararem em greve contra os golpistas da lava jato e seus 2 e meio bilhões de dólares roubados da Petrobras para colaborarem com o imperialismo internacional.

As grandes explicações para as mudanças das pessoas não partem do mundo das ideias nem da moral e dos bons costumes, mas do bolso, do estômago, das contas, do desemprego e das desgraças causadas pelo capitalismo decadente, sempre danoso ao país, ao povo, à economia e aos trabalhadores, entre os quais, no fundo, se lista Reinaldo de Azevedo, apesar de seus desvarios e ilusões de coxinha e arrogante sem noção de sua própria condição de classe trabalhadora.

Quem venham mais arrependidos para o lado de cá. Aqui não apedrejamos nem escorraçamos ninguém. Quem faz isso é a direita!

Abraços críticos e fraternos. Que ninguém solte a mão de ninguém!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247