Porque hoje é sábado

Neste momento há uma delação premiada. Porque hoje é sábado. Há um juiz que só anda de preto. Porque hoje é sábado. Há um aviso do fim do Brasil na capa da revista. Porque hoje é sábado. Há uma presidente pedalando em Brasília. Porque hoje é sábado...

Neste momento há uma delação premiada. Porque hoje é sábado. Há um juiz que só anda de preto. Porque hoje é sábado. Há um aviso do fim do Brasil na capa da revista. Porque hoje é sábado. Há uma presidente pedalando em Brasília. Porque hoje é sábado...
Neste momento há uma delação premiada. Porque hoje é sábado. Há um juiz que só anda de preto. Porque hoje é sábado. Há um aviso do fim do Brasil na capa da revista. Porque hoje é sábado. Há uma presidente pedalando em Brasília. Porque hoje é sábado... (Foto: Alex Solnik)

(Versão do grande poema de Vinicius de Moraes  escrita em junho de 2015)


Neste momento há uma delação premiada.

Porque hoje é sábado.

Há um juiz que só anda de preto.

Porque hoje é sábado.

Há um aviso do fim do Brasil na capa da revista.

Porque hoje é sábado.

Há uma presidente pedalando em Brasília.

Porque hoje é sábado.

Há um ex-presidente dizendo que é o próximo alvo.

Porque hoje é sábado.

Há um senhor dizendo que quem pedala é ele.

Porque hoje é sábado.

Há um dirigente da CBF preso na Suíça.

Porque hoje é sábado.

Há um Malafaia prometendo devorar um Boechat.

Porque hoje é sábado.

Há senadores enxotados da Venezuela.

Porque hoje é sábado.

Há um Neymar expulso da Copa América.

Porque hoje é sábado.

Há celerados gritando contra Caetano em Israel.

Porque hoje é sábado.

Há uma ameaça na porta do humorista.

Porque hoje é sábado.

E dando os trâmites por findos.

Porque hoje é sábado.

Há a perspectiva do domingo.

Porque hoje é sábado.

Mas ninguém sabe se haverá segunda-feira.

Porque hoje é sábado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247