Portaria sobre o trabalho escravo faz o Brasil regredir

Essa portaria do Ministério do Trabalho, que praticamente libera a escravidão no Brasil, é uma verdadeira agressão à classe trabalhadora. Este é somente outro motivo para que a sociedade brasileira e o mundo se revoltem contra essa indecência que ocorre no Brasil e para que esse golpista abandone o Palácio do Planalto

trabalho escravo
trabalho escravo (Foto: Chico Vigilante)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Essa portaria do Ministério do Trabalho, que praticamente libera a escravidão no Brasil, é uma verdadeira agressão à classe trabalhadora.

Eu, que morei no interior do Maranhão e pude ver a ação dos chamados 'gatos', pessoas especializadas em recrutar pessoas humildes para trabalhar nas florestas para derrubar árvores e cortar madeira, presenciei as condições que beiravam a escravidão.

Sempre sendo transportados em ônibus velhos e vivendo em péssimas condições de moradia, em estábulos, em na falta completa de higiene.

Em um passado recente, recebi com muita esperança a criação de um grupo no âmbito do Ministério do Trabalho que conseguiu a libertação de milhares de trabalhadores no brasil.

Aquela foi uma ação que elevou o grau de segurança para os trabalhadores e que obteve reconhecimento no mundo afora.

No entanto, os tempos de agora são outros e, da maneira que foi concebida, essa portaria é uma agressão à memória daqueles que perderam a vida trabalhando em condições de subserviência. Constitui-se, na realidade, uma verdadeira regressão na história do trabalho de nosso país.

No entanto, o mais grave é saber que essa medida foi criada para angariar votos da bancada ruralista na Câmara dos Deputados, formada por desmatadores, degradadores e exploradores de mão-de-obra barata. Esses parlamentares exigiram essa portaria nefasta como moeda de troca para votarem contra a abertura do processo contra Michel Temer.

Este é somente outro motivo para que a sociedade brasileira e o mundo se revoltem contra essa indecência que ocorre no Brasil e para que esse golpista abandone o Palácio do Planalto.

Fazem muito bem os auditores do trabalho que estão em greve, em todo os país, se contrapondo a essa medida imoral estabelecida pelo Ministério do Trabalho. Estão de parabéns!

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247