PT: 41 anos de um partido raiz

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pouquíssimos partidos no mundo tiveram ou têm uma história tão rica e bonita como a do Partido dos Trabalhadores nesses seus 41 anos de vida.

Nesse curto período histórico, o PT colocou a questão democrática do pós-ditadura, fez oposição à onda neoliberal de FHC, combateu a desigualdade social durante os governos de Lula e Dilma, sofreu um golpe de Estado que mostrou a natureza antidemocrática das oligarquias brasileiras e enfrenta a barbárie ultraliberal e fascista do governo Bolsonaro.

Nosso partido nasceu do chão da fábrica, dos assentamentos dos sem-terra, das favelas e periferias das populações excluídas, da juventude, das mulheres, negros e negras que lutavam por seus direitos e contra a discriminação, e dos trabalhadores e trabalhadores e intelectuais que pensavam um novo Brasil.

Da favela do Chapéu Mangueira eu sentia que em todos os cantos do País o povo desejava o mesmo: ter vez e voz, ter um partido que fosse só nosso, dos trabalhadores e das trabalhadoras.

Sentíamos orgulho em correr as favelas do Rio pedindo assinaturas para a fundação de nosso partido, cujo líder era alguém como a gente.

Víamos o Partido dos Trabalhadores como se fosse nossa carne social, a extensão de nosso corpo, um ser coletivo que sonha junto para transformar o Brasil num país mais justo e solidário, sem miséria, com democracia e soberania.

Muito mais do que um partido de representação política, nascemos e nos construímos como um partido orgânico das classes trabalhadoras.

Por isso, os reacionários, por mais que tentem, não conseguem acabar com a gente. Nada desanima nossa combativa militância e quando o nosso partido tropeça na rasteira dos golpistas, logo “se levanta, sacode a poeira e dá volta por cima”.

Quando menos esperam os golpistas nós lançamos o companheiro Fernando Haddad como candidato a presidente para percorrer o Brasil defendendo o nosso avançado e atual Plano de Reconstrução e Transformação do Brasil.

Colocado por Lula, a candidatura Haddad está fazendo girar a roda das esquerdas e expondo a necessidade de unidade e de consenso progressista para enfrentar e derrotar o bárbaro fascista que sonha em arrebentar a liberdade, o pensamento e os direitos de nosso povo.

Viva o Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras!

Viva Lula Inocente e Livre!

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email