PT versus Psol?

"O PT não foi derrotado. Elegeu menos prefeitos do que 2016, mas aumentou o número de votos totais recebidos. É o partido que mais ganhou votos para vereador nas cidades com mais de 500 mil habitantes", escreve o professor de Ciência Política da UnB Luís Felipe Miguel

Militância e bandeira do PT
Militância e bandeira do PT (Foto: PAULO PINTO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Luis Felipe Miguel 

(Publicado no site A Terra é Redonda)

Uma obsessão da mídia é afirmar que o PT foi o grande derrotado nas eleições de 15 de novembro. Outra é dar conselhos a Boulos, dizendo que ele precisa se afastar dos petistas (a jornalista Vera Magalhães é expert nisso).

O PT não foi derrotado. Elegeu menos prefeitos do que 2016, mas aumentou o número de votos totais recebidos. Ampliou sua presença nos médios e grandes municípios. Está em mais segundos turnos do que qualquer outro partido. É o partido que mais ganhou votos para vereador nas cidades com mais de 500 mil habitantes.

Não é pouco para um partido que vem apanhando tanto há tanto tempo. Se fosse necessário definir o resultado do primeiro turno de 2020 para o PT, eu diria “sinais discretos de recuperação”.

Os resultados mostram também que o diálogo entre PT e PSOL é essencial para a esquerda brasileira.

O PSOL saiu do primeiro turno com poucas prefeituras e poucos vereadores, isto é, continua sendo um partido pequeno, mas está no segundo turno em São Paulo (e também em Belém), o que faz toda a diferença.

O mais importante é que os dois têm características complementares.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247