Qual foi a moeda da terceirização do debate?

São os partidos e suas lideranças que devem protagonizar esse debate, não é esperar do Lula e do seu governo

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Twitter)


Breves observações do debate na Globo:

.6X1, e mesmo assim Lula foi o melhor, com responsabilidade.

. Em termos eleitorais a disputa era (é) entre o genocida e Lula, portanto, em relação ao seu principal oponente Lula foi muito bem. 

.. Bolsonaro foi covarde e não o enfrentou cara a cara. E como tal terceirizou seu embate, através do Ciro e do ‘padre’ Impostor. Representa a extrema direita que se julgava encolhida. Político da mais alta periculosidade para o povo, tanto no plano econômico, social e institucional.

Se o clima e o nível implementado pelo genocida não tivesse sido belicoso e rasteiro, daria um bom debate, pois os candidatos formam o arco ideológico da sociedade atual na política brasileira. Basta uma maçã podre para infetar todo o cesto.

.. Felipe Dávila é o representante genuíno do capitalismo raiz, do consenso de Washigton, ardoroso privatista, crente radical do deus mercado e falso moralista.

.. Ciro, despiu a máscara, assumiu o Ciro da Arena e usa de retórica professoral para seduzir “universitários”, e não sai da propaganda do seu livrinho (eu li). Representa um pensamento desenvolvimentista sem mediação política, por isso, inexequível e virtualmente autoritário. Ele e Merval Pereira são ideólogos capciosos, com poder de desgaste da esquerda.

.. Simone, é representante assumida do agro e o defende com a falsa premissa de que produz comida para a mesa do povo, com algumas infidas bandeiras identitárias e de moralidade pública, é uma MDB de direita assumida; seu desempenho a torna, em potencial, um quadro nacional para as próximas eleições. 

.. Soraya, também do agronegócio, com forte viés de tornar as áreas indígenas e quilombolas em “geradoras de riqueza e capazes de produzir alimentos e minérios estratégicos”, sem respeito às tradições, interesses e a dívida do Estado para com esses povos originários. Defende a reforma tributária, com o carro-chefe do imposto único, como bala de prata, sem preocupação explicita com a justiça tributária desses povos.  Aliado a frases de efeito e ousadia, apresentou uma certa dislexia no raciocínio e exposição. 

Simone, Soraya e Felipe, por suas histórias, são farejadores e prospectardores do capital, sem responsabilidade social.  

... O ‘padre’ impostor, lembra o pensamento da TFP, um escroque que precisa ser desmascarado o quanto antes; foi terceirizado para agitar o ambiente e desrespeitar o Lula; sua proposta (catequese ortodoxa fascista) não merece uma linha. É o arquétipo do vigarista.

O debate ideológico deve ser enfrentado pela esquerda, sob pena da hegemonia moral e cultural permanecer com essa direita raiz. 

Já pagamos um preço histórico quando o pensamento único virou credo, com a falácia teórica de que a história acabou, e outras pós verdades dos intelectuais do imperialismo.

São os partidos e suas lideranças que devem protagonizar esse debate, não é esperar do Lula e do seu governo.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email