Quem é (e foi) Marisa Letícia Lula da Silva?

"Sinceridade, sobriedade e companheirismo foram marcas da primeira-dama. E a estrela do PT nos jardins do Palácio da Alvorada, foi um pedido dela, e se constituiu em um símbolo de luta; e quem sabe uma homenagem ao povo brasileiro."

Quiseram matar Lula, acertaram dona Marisa
Quiseram matar Lula, acertaram dona Marisa (Foto: Heinrich Aikawa/ Instituto Lula)

O ano era 1950 – uma menina descendente de italianos lombardos de Palazzago chora pela primeira vez ao vir ao mundo, em São Bernardo do Campo (em São Paulo, Brasil). Quem é ela?

  Ela é Marisa Letícia Rocco Casa - A menina que ingressou no mundo do trabalho, em tenra idade: aos treze anos, pois foi trabalhar na fábrica de chocolates Dulcora – com a autorização de seu pai.

    Embalando bombons, a jovem Marisa, lá permaneceu até aos dezenove anos de idade, só saindo para casar com seu primeiro namorado.

    Seu casamento dura apenas seis meses – uma fatalidade leva de forma trágica seu marido, através de um assalto ao seu táxi, e a futura primeira dama do Brasil fica viúva e grávida.

  Nasce Marcos Cláudio, seu primogênito que recebe o nome do seu pai. A moça agora trabalha como inspetora em um Colégio Estadual. E em uma visita ao Sindicato dos Metalúrgicos para fins trabalhistas, conhece Lula.

  Os dois iniciam um namoro, e no ano de 1974 se casam. Do fruto desta união nascem: Fábio Luiz, Sandro Luiz e Luiz Cláudio. 

  O país em breve veria o nascimento de uma estrela; a estrela do PARTIDO DOS TRABALHADORES, que ganharia uma ilustre militante: aquela menina que trabalhou em uma fábrica, e que também fora empregada doméstica; a criança que cresceu junto com mais de dez irmãos, na fazendola de chão batido na ainda agrária São Bernardo do Campo.

   Em 10 de fevereiro de 1980 (Em São Paulo) Marisa Leticia Lula da Silva costura a estrela do PT, na bandeira do novo partido que tinha como primazia o combate a favor dos trabalhadores brasileiros

   E durante a trajetória política de um dos maiores líderes mundiais de todos os tempos: Marisa Letícia exerce com autenticidade o papel de esposa, mãe e aguerrida companheira. 

  A eleição de Lula em 2002, e reeleição em 2006, deu a esta mulher simples e corajosa a missão de apoiadora do melhor presidente do Brasil.

  O respeito às obras de arte (inclusive, as sacras) existentes no Palácio da Alvorada, demonstram o quanto a sua sensibilidade e sabedoria superavam, em muito, sua instrução acadêmica; de brasileirinha, que precisou trabalhar em vez de concluir os estudos. Marisa não pode terminar o ensino fundamental.

  Marisa Letícia, foi elegante, sem ser vulgar; nunca se escondeu atrás da religião como forma de política partidária, e tampouco se utilizou de falsa modéstia.

   A vida desta mulher foi abreviada em 03 de fevereiro de 2017, após dias em coma, depois de um acidente vascular cerebral.

     Ela sofria sórdidas acusações conjuntamente com seu amado Lula, por convicção e sem provas, por parte de uma operação de força tarefa chamada Lava Jato.

   Sinceridade, sobriedade e companheirismo foram marcas da primeira-dama. E a estrela do PT nos jardins do Palácio da Alvorada, foi um pedido dela, e se constituiu em um símbolo de luta; e quem sabe uma homenagem ao povo brasileiro.

#LULALIVRE

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Jandira Feghali

O massacre como política

Quem deterá o governador Witzel? Com certeza não será sua humanidade, já que comprovou não lhe restar nenhuma. É preciso transformar nossa indignação em protestos e ações institucionais e políticas...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247