Quem precisa de dinheiro para viver?

O povo tem direito ao seu próprio dinheiro. E a fome não espera a vontade de burocratas engomados, ou se sacia a fome ou ela vai virar cadáveres e manchar as mãos, ainda mais desse governo nefasto. O povo precisa de dinheiro para viver e não de hipocrisia, pão, circo e um palhaço que não tem condições de comandar um país do tamanho do Brasil

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O Governo Federal anunciou ontem que não vai mais pagar na data de hoje, 23/04, a segunda parcela do auxílio emergencial de 600,00 reais, para brasileiros e brasileiras que necessitam de dinheiro para viver, a grande maioria para comer.

O motivo? Falta de dinheiro. Causa-nos estranheza tal motivo, por como mostrou Maria Lucia Fatorelli, recursos existem, resta saber se é para salvar vidas de brasileiros ou se é para única e exclusivamente salvar o neoliberalismo e aprofundar a desigualdade no Brasil.

Segundo Fatorelli, o país tem depositados no Tesouro Nacional, 1,4 trilhão de reais; no Banco Central 1 trilhão de reais e ainda , ela faz uma constatação que há muito repetimos, o Brasil tem uma das maiores reservas externas do mundo, com cerca 1,7 trilhão de reais, isso porque o Governo já queimou uma boa parcela dessas reservas, tentando fazer o dólar ficar em patamar abaixo dos 5 reais , o que se mostrou totalmente ineficaz.

Então cabe a pergunta. Quem tem direito ao dinheiro dos nossos impostos? Somente quem os gere, ou seja, os bancos, representados nesse governo por Paulo Guedes?

Nunca é demais lembrar que já foram liberados aos bancos cerca de 1,2 trilhão de reais, isso no dia 23 de Março, como forma de garantir que as instituições financeiras não quebrem e possam ter dinheiro a vontade para emprestar, obviamente, com os devidos juros, para brasileiros que estiverem em dificuldade. Detalhe caso o tomador do empréstimo não pague, o governo garante 85% do retorno aos bancos, afinal quem tem Paulo Guedes e Roberto Campo Neto não fica desamparado.

Marx dizia que o Estado é o comitê para dirigir negócios da burguesia e nesse caso parece ilustrar bem. Para matar a fome de milhões de pessoas não há 600,00 reais , mas para não permitir a queda na taxa de lucro dos bancos, tudo o que for necessário.

Cabe ressaltar que a crise econômica é muito anterior a crise sanitária do Coronavírus. Essa última só veio a agravar a situação já precária do povo, do trabalhador, da trabalhadora, mas também da classe média, da micro empresa, da média empresa, da indústria nacional. Esse governo está centralizando e reconcentrando o capital para que se ataque ainda mais direitos dos trabalhadores e que se construa um Estado sem nenhuma preocupação com a nação, com a soberania, com a indústria, com o povo brasileiro.

Dinheiro não tem pátria, nem fronteiras, povo, indústria, natureza a ser explorada, riquezas minerais tem. Ou lutamos pelo Brasil e tenhamos claro que com Bolsonaro, Guedes, Campos Neto, não dá e mudamos o rumo da prosa ou certamente teremos os piores dias de nossas vidas por vir, ao menos enquanto tivermos vidas, dada a atuação irresponsável, criminosa e deplorável de Jair Bolsonaro.

O povo tem direito ao seu próprio dinheiro. E a fome não espera a vontade de burocratas engomados, ou se sacia a fome ou ela vai virar cadáveres e manchar as mãos, ainda mais desse governo nefasto.

O povo precisa de dinheiro para viver e não de hipocrisia, pão, circo e um palhaço que não tem condições de comandar um país do tamanho do Brasil.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email