Quem tem medo de Marcia Tiburi?

Mal foi lançada como pré-candidata do PT ao Governo do Rio e a professora, filósofa, feminista e humanista Marcia Tiburi já sente toda a ira dos conglomerados midiáticos que ela sempre criticou, sem no entanto ter sentido – até agora - diretamente na carne

Marcia Tiburi
Marcia Tiburi (Foto: Ricardo Pinheiro)

Mal foi lançada como pré-candidata do PT ao Governo do Rio e a professora, filósofa, feminista e humanista Marcia Tiburi já sente toda a ira dos conglomerados midiáticos que ela sempre criticou, sem no entanto ter sentido – até agora - diretamente na carne.

Da noite para o dia a Folha, o Globo e seus braços digitais passaram a reproduzir meias-verdades, estereotipando a candidata, tentando desqualificar seu perfil para discutir os problemas do Rio de Janeiro, rotulando-a como uma aventureira e neófita na velha arte da velha política; velha política aliás, que o povo rejeita, como seus detratores midiáticos sabem bem, conscientes dos empecilhos enfrentados por seus pares.

Duas exposições da professora têm sido exploradas parcialmente, uma onde ela discorria sobre as causas determinantes da violência, refletindo como seria a lógica de um assaltante, e outra onde comentava trabalhos de outros pensadores que escreveram sobre o ânus; nada incomum para a academia mas, maquiadas de notícias com tons pejorativos, as falsas polêmicas encobrem o verdadeiro debate que a candidatura da filósofa propõe: sobre uma outra política.

Na era da "pós-verdade" onde mentiras viralizadas são tratadas como verdades incontestes, como era o caso do avião do filho do Lula ou sua sociedade com a Friboi, a mídia idiotizante trava mais uma batalha contra a liberdade de pensamento, sobre o exercício filosófico de raciocinar fora da caixinha que essa formatou para uma sociedade já convulsionada.

Marcia Tiburi não compõe os quadros tradicionais do PT e foi convidada para rearticular o debate com a sociedade sobre outras bases, com a missão de convocar à reflexão de quem somos nós, o povo , os trabalhadores; e quem são eles, a minguada classe dominante, os donos do poder, as estruturas midiáticas, jurídicas, ideológicas, que manipulam a sociedade para seus privilégios.

Quem tem medo de Marcia Tiburi? Aqueles que têm medo da democracia, que têm medo do povo; aqueles que lucram com a iniquidade e que se camuflam na mentira porque não se sustentam frente à verdade.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247