Reforma Administrativa: PEC 32/2020

Poema de Cristine Nobre Leite denuncia a PEC 32/2020, da reforma administrativa

(Foto: Ricardo Stuckert)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Cipó de Aroeira

Reforma Administrativa: PEC 32/2020

Por Cristine Nobre Leite

Uma aberração de emenda
Essa PEC trinta e dois
Não deixarei pra depois
Versejo pra que aprenda
Torço pra que compreenda
E faça uma avaliação
Captando a informação
Que eu deixo em poesia
Servidor sem garantia
Sofrerá com a má gestão 

continua após o anúncio

Capenga estabilidade
É o que está na proposta
Mas há um poder que aposta
Na reforma da maldade
Pois não querem qualidade
Ao servidor: a expulsão
Preferem a indicação
Um "QI" pra Tirania
Servidor sem garantia
Sofrerá com a má gestão 

Concursos pra dar lugar
E efetivar  puxa-sacos
Depois juntamos os cacos
Vendo o país afundar
Pois se essa emenda colar
Gritará a corrupção
Muita fraude em prestação
De serviços todo dia
Servidor sem garantia
Sofrerá com a má gestão 

continua após o anúncio

Privilégio é pra poucos
Não pra simples servidores
Que apenas são cumpridores
E trabalham feito loucos
Muitos ficam até roucos
Se o cargo é de falação
Eu aqui lhes dou razão
Essa emenda é porcaria
Servidor sem garantia
Sofrerá com a má gestão 

Se há gastos no Estado
E pro servidor se aponta
Há erro grande na conta
Ou foi tudo manobrado
Roubo sendo resultado
De gestor bem malandrão
Que frauda licitação
E muita verba desvia
Servidor sem garantia
Sofrerá com a má gestão

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247