Reforma Agrária já, e para ontem

Querem o Brasil do pelourinho, da forca, das correntes e argolas de ferro aprisionando os corpos negros suados e com chibatadas sangrando nas costas

MST
MST (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

O Brasil do toma-lá-dá-cá está em plena forma e dando as cartas no Congresso. 

Porém, por mais que alguns parlamentares se aproveitem das CPIs para mentir, com direito à cara na TV, elas têm o mérito de abrir a tampa do Legislativo, e o brasileiro a oportunidade de tirar as próprias conclusões.

continua após o anúncio

Agora, vemos o presidente da CPI, tenente coronel Zucco, virar suco de chorume jogado no ventilador, com a revelação de que sua campanha foi financiada por fazendeiro do Mato Grosso, condenado por trabalho escravo, Bruno Pires Xavier, flagrado com 23 trabalhadores seus em condições pré Lei Áurea, e que segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral foi dos principais financiadores da campanha eleitoral do militar.

Este é o Brasil real, em carne e osso. Onde ricos comem a carne e pobres róem o osso. Brasil escravagista, com tipos como a família Xavier, dona do Frigorífico Quatro Marcos, em cujas instalações 324 trabalhadores foram resgatados em condições análogas à escravidão, em cinco operações do Ministério Público do Trabalho.

continua após o anúncio

Gente desse jaez inspira os trabalhos e propõe temas da CPI. Empresários que aspiram pela volta do Brasil de 1800, sem leis trabalhistas, sem misericórdia, sem compromissos constitucionais. E nem disfarçam. Em março, o deputado Zucco votou a favor de Proposta de Emenda à Constituição para extinguir nossa Justiça do Trabalho.

Querem o Brasil do pelourinho, da forca, das correntes e argolas de ferro aprisionando os corpos negros suados e com chibatadas sangrando nas costas. Esta é a foto real de uma CPI que, com mentiras, tenta desmoralizar o louvado internacionalmente, e bem sucedido MST. 

continua após o anúncio

A questão fundiária do Brasil precisa ser enfrentada com coragem. A Reforma Agrária tem sido usada como bicho-papão para dar golpes no Brasil e atravancar o desenvolvimento. Para abordar de frente essa causa, é preciso a coragem de um grande líder. Lula é este líder. 

O que está em causa não é impedir as ocupações pelos sem terra. É coibir as invasões e os desmandos dos verdadeiros grileiros, muitos deles grandes latifundiários do agro. São eles que invadem, matam, envenenam a terra e o meio ambiente. Até as novelas da Globo mostram.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247