Reunir, organizar e mobilizar

É necessária uma militância ainda maior das tucanas nos diretórios estaduais e municipais porque todas nós sabemos que as vitórias das mulheres, no partido e na sociedade, são duras conquistas demoradas e custosas, nunca nos vem de "graça"

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A reunião ampliada do Secretariado Nacional da Mulher/PSDB realizada em Brasília com a presença de 24 secretárias e cerca de 40 tucanas e 95% da sua Comissão Executiva foi sumamente produtiva.

Curta, objetiva, cumpriu o seu papel de darmos o primeiro passo nessa nossa fase de trabalho para o biênio 2015/2017 que tem como objetivo principal aumentar o espaço institucional das mulheres nas prefeituras, câmaras de vereadores, governo estaduais, assembleias legislativas, na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Reiteramos a todas as representantes do Secretariado do PSDB-Mulher que a determinação estatutária de se cumprir a cota de 30% dos cargos de direção com tucanas é válida para todos os estados e municípios e se estende a todos os órgãos partidários, como o Instituto Teotônio Vilela (ITV).

Daí ser necessária uma militância ainda maior das tucanas nos diretórios estaduais e municipais porque todas nós sabemos que as vitórias das mulheres, no partido e na sociedade, são duras conquistas demoradas e custosas, nunca nos vem de "graça".

Nesse sentido, é fundamental que as direções estaduais e municipais do PSDB-Mulher lutem para que as respectivas direções estaduais do partido façam o correto repasse do Fundo Partidário, que destina um percentual específico para o segmento.

Do mesmo modo, precisamos desde já monitorar as datas e a produção dos programas e as inserções partidárias estaduais para que possamos exercer plenamente nosso direito de expressarmos a nossa própria voz para toda a sociedade - assim como ocorreu no mês passado com a veiculação da mensagem de nossa presidente Solange Jurema.

No nosso encontro surgiram importantes novidades, como a criação de mais um espaço de comunicação, no site do PSDB-Mulher, onde as tucanas poderão tirar suas dúvidas, fazer sugestões e reclamações. Outra inovação foi a criação de seis Redes Temáticas, que tem como objetivo articular-se com a sociedade, promover a interação com o PSDB-Mulher e, consequentemente, com o PSDB.

Temos ainda a ressaltar o Portal do PSDB-Mulher, um forte instrumento de troca de informações, de ideias, de debates e de visibilidade ao que estamos realizando. Aberto a colaboração de todas e aguardando a sua contribuição.

Decidimos, ainda, a retomada de nossa campanha nacional para conseguirmos que 50% do total de filiados do PSDB seja de mulheres. Será no dia 14 de agosto, em Maceió, com a presença do nosso presidente nacional do PSDB, Senador Aécio Neves.

Essa campanha também é fundamental para engajarmos novos quadros dos movimentos sociais para o PSDB, para que se juntem aos atuais quadros e que possam se tornar candidatas já nas eleições municipais do próximo ano e, posteriormente, nas de 2018.

Trabalhamos assim: disciplinadamente realizamos reuniões, nos organizamos, fazemos nosso planejamento e saímos às ruas para levar as propostas do PSDB-Mulher.

Vamos à luta!

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247