Revogar a reforma trabalhista e muito mais: por um programa democrático-popular!

www.brasil247.com -
(Foto: Paulo Emílio)


Por Raimundo Bonfim 

Não só a revogação da reforma trabalhista, mas nós dos movimentos populares defendemos a revogação do desmonte da previdência, o fim do teto de gastos,  acabar com a autonomia do banco central, reverter  privatizações (especialmente na áreas de petróleo,   mineração e saneamento). Defendemos a imediata taxação das grandes fortunas, a reforma urbana, construção de políticas públicas com participação popular, ações de combate à desigualdade social com programas de distribuição de riquezas; créditos para a agricultura familiar, para média e pequenas empresas, dentre outros pontos. É nossa obrigação debater estes temas e apresentar ao PT, aos outros partidos que venham a apoiar a candidatura Lula e ao próprio Lula. Queremos que estes compromissos constem no programa de governo. Defendemos que nós, dos movimentos populares e sociais, façamos a campanha do Lula defendendo este programa mínimo.  

Vamos fazer da campanha eleitoral um movimento político de massas, no sentido de acumular forças para impedir as chantagens da burguesia no eventual governo democrático e popular.  Queremos fazer não apenas uma disputa eleitoral, mas uma disputa real do papel do Estado Brasileiro, criando condições políticas e sociais para realizar as reformas históricas que transformem estruturalmente a sociedade brasileira.

 PS: Dialogaremos estas propostas com outros movimentos populares e sociais nos próximos meses, bem como na reunião da direção nacional da CMP em Fevereiro  

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email