Rita Von Hunty e o golpe zumbi

Arquiteturas de golpe morrem e ressuscitam com a velocidade de uma série de quinta categoria da Netflix

www.brasil247.com -
(Foto: Rita Von Hunty e o Golpe Zumbi)


E la nave va. Enquanto um misto de confusão, oportunismo, pirraça, egoísmo e delinquência toma conta de TODOS os setores da sociedade brasileira, arquiteturas de golpe morrem e ressuscitam com a velocidade de uma série de quinta categoria da Netflix. 

As mídias dependente e independente entram na dança. Na falta de um debate público digno do nome, habitamos a planície árida da proliferação de teses, estratégias raiz, teorias da conspiração, cancelamentos e descancelamentos.  

O episódio Rita Von Hunty é emblemático. Uma esquerda deslumbrada, carente e fim de carreira elegeu a drag como a síntese mais bem acabada da inteligência sexualmente sedutora. A estrela imediatamente virou um produto de grife no mercado neoliberal, que a capturou como quem esmaga um inseto.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Posto avançado do ultraliberalismo travestido de marxismo revolucionário, o tempero drag levou esquerdistas ao êxtase, com as simplificações teóricas que desfilavam impávidas e descontraídas nas pílulas didáticas esparramadas nas redes. Como um simulacro dos disputados bonés do MST, até Paulo Freire entrou na valsa “queen”: tudo embalado e devidamente perfumado como um sabonete orgânico unissex.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enquanto isso, o país afundava e afunda.  

Não há por que lamentar. É divertido mesmo.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que temos no horizonte é uma nova cepa de ímpetos golpistas: o golpe zumbi. Quando o consideramos morto, ele retorna rastejando pelas trincheiras do jornalismo co-convencional (sic).  

Dez entre nove colunistas falam em golpe. Qual o resultado? A desmoralização do golpe. A dramática falta de credibilidade impregnada no pós-lavajatismo das redações brasileiras alça toda e qualquer tese ali defendida à condição de cadáver semiótico. Chegaram tarde, cansados e desinspirados.   

Enquanto isso, concluímos que o golpe de Bolsonaro está morto - e que outros golpes virão, cedo ou tarde.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Simples.  

Afinal, a vida é uma sucessão de golpes. Entre um e outro, construímos nossos fiapos de história.  

Do que podemos reclamar?  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E la nave va. 

Assista a Live do Conde sobre o assunto: 


 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email