Roubar, matar e destruir

Ao que tudo indica o diabo está solto, inclusive realizando aglomerações pelo Brasil afora, como se viu no Maranhão (onde foi devidamente multado) e no Rio de Janeiro

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Quem não conhece a famosa frase que diz que o diabo (o termo é ladrão, porém substituímos por diabo) vem para roubar, matar e destruir? Certamente muitos já ouviram isso. Pois bem, ao que tudo indica o diabo está solto, inclusive realizando aglomerações pelo Brasil afora, como se viu no Maranhão (onde foi devidamente multado) e no Rio de Janeiro. Mas vamos por parte. 

MATAR – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 tem demonstrado com depoimentos e documentos, a exemplo dos dez e-mails da Pfizer que não foram respondidos pelo governo da morte, que as ações/omissões realizadas por ele foram sempre a favor do vírus e, portanto, da própria morte. A ordem era matar. “Um manda e o outro obedece” e, nesse ínterim, o Amazonas viu a sua capital ser alçada à condição de cobaia, com a ideia fúnebre de promover a tal imunidade de rebanho e difundir o “kit covid”. Até mesmo as mortes por asfixia, que ocorreram tanto em Manaus quanto no interior (como em Coari, por exemplo) em função da crise de oxigênio, têm as digitais deste governo da morte. Matam por asfixia, mas querem matar também de fome!

ROUBAR – Diziam eles que eram contra a corrupção. Desviar dinheiro público, comprar produtos superfaturados, aumentar salários... Ah! Isso era coisa “do PT e da esquerda”. Que mentira... Jair Bolsonaro, Braga Netto, Augusto Heleno, Hamilton Mourão e Luiz Eduardo Ramos, para apenas ficarmos nestes, receberam uma turbinada nos seus salários, que ficaram quase o dobro do teto, o chamado “teto duplo” (com ganhos mensais acima de 60 mil reais). Que mamata hein! As rachadinhas (desvio de salário de assessores) realizadas pela família Bolsonaro, tanto a nível municipal, quanto estadual e federal, os enriqueceram. Picanha a R$1.799 reais o quilo. Lata de leite condensado a preço astronômico, isso sem falar no “orçamento secreto” que resultou até mesmo em compras de tratores superfaturados. Depois disso tudo, só umas férias presidenciais de 2 milhões de reais para “relaxar”, não é mesmo?

PUBLICIDADE

DESTRUIR – A Amazônia nos últimos anos vem batendo recordes de desmatamentos. Madeireiros, grileiros e fazendeiros ultimamente estão “passando a boiada”. Quem anda “passando a boiada” também é a elite nacional, que não poupou esforços para implantar um processo de precarização do trabalho (destruição das leis trabalhistas e desmantelamento da previdência e seguridade social). Se para a destruição da Amazônia existe um Ricardo Salles, para a destruição econômica tem o Paulo Guedes. Mas a ação destruidora é mais ampla, atingindo outros setores como o da cultura, da educação e da ciência. Querem destruir a própria democracia! 

Então, se o diabo está à solta para roubar, matar e destruir é importante dizer que ele não opera sozinho, pois conta com os seus anjos caídos, os quais recebem ordens e as cumprem à risca, com a finalidade de agradá-lo. Tem até um anjo caído que procura atuar como conselheiro do diabo. 

PUBLICIDADE

Enfim, em 2022 é preciso exorcizar o diabo, expulsando-o junto com os seus anjos caídos. 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email