CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Alex Solnik avatar

Alex Solnik

Alex Solnik é jornalista. Já atuou em publicações como Jornal da Tarde, Istoé, Senhor, Careta, Interview e Manchete. É autor de treze livros, dentre os quais "Porque não deu certo", "O Cofre do Adhemar", "A guerra do apagão" e "O domador de sonhos"

2530 artigos

blog

Se confirmadas, prisões vão ferir de morte governo Temer e impeachment

"Se as prisões forem confirmadas a repercussão para o governo Temer deverá ser funesta. São todos do PMDB, são todos aliados do presidente usurpador e provisório. Por outro lado, poderá provocar uma total reviravolta no processo de impeachment, escancarando a fraude na qual se originou e na qual continuou se desenrolando", escreve Alex Solnik, colunista do 247

Imagem Thumbnail
"Se as prisões forem confirmadas a repercussão para o governo Temer deverá ser funesta. São todos do PMDB, são todos aliados do presidente usurpador e provisório. Por outro lado, poderá provocar uma total reviravolta no processo de impeachment, escancarando a fraude na qual se originou e na qual continuou se desenrolando", escreve Alex Solnik, colunista do 247 (Foto: Alex Solnik)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Finalmente Rodrigo Janot pediu ao STF as prisões de Eduardo Cunha, Renan Calheiros, Romero Jucá e Sarney, pedido com o qual todo o país concorda e aplaude de pé, pois todos eles conspiraram contra o governo Dilma e a derrubaram com o infame objetivo de escaparem da Operação Lava Jato. Se as prisões forem confirmadas a repercussão para o governo Temer deverá ser funesta. São todos do PMDB, são todos aliados do presidente usurpador e provisório. Por outro lado, em contrapartida, poderá provocar uma total reviravolta no processo de impeachment, escancarando a fraude na qual se originou e na qual continuou se desenrolando.

Embora os pedidos estivessem com Teori há uma semana agora todo o país sabe que eles foram feitos e quem noticiou foi a TV Globo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O país não aguentava mais conviver com um presidente da Câmara que deflagrou um impeachment fraudulento jogando o país irresponsavelmente numa crise política sem fim e que, mesmo afastado pelo STF continuava mandando na Câmara, no governo provisório, obstruía seu processo de cassação no conselho de ética e ainda desfrutava da mordomia de 500 mil reais por mês.

O país não aguentava mais conviver com um presidente do Senado que já renunciou uma vez para não ser cassado, que responde a inúmeras ações penais no STF e na Lava Jato e ainda assim comandou a deposição de uma presidente da República cujo crime foi não ser conivente com os criminosos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O país não aguentava mais conviver com um dos conspiradores confessos do impeachment fraudulento e braço direito de um governo usurpador e ilegítimo e que, mesmo se declarando afastado do ministério do Planejamento continuava despachando no gabinete e dando as cartas no governo.

O país não aguentava mais conviver com um ex-presidente da República que quando foi presidente mergulhou o país na maior crise econômica da história, muito maior que a de hoje, que comandou durante 50 anos o estado do Maranhão afundando-o cada vez mais na miséria e que há 50 anos comanda uma quadrilha que assalta cofres públicos estaduais e federais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Confirmadas as prisões, com que cara ficarão os aliados de Cunha? Com que cara ficarão os senadores que defendem freneticamente esse impeachment sem pé nem cabeça, cujo objetivo é óbvio e é criminoso? Com que cara Temer continuará presidindo um governo que nasceu de um impeachment espúrio e que foi formado por seus apoiadores?

Não haverá como continuar. A melhor saída para Temer será a renúncia.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO