Se o Supremo fosse sério Lula seria libertado no dia seguinte às denúncias do Intercept

Se este criminoso fosse um juiz dos Estados Unidos, certamente que neste exato momento estaria há muito tempo preso, além de perder para sempre o cargo de juiz

(Foto: MJSP)

Não há brasileiro que tenha o mínimo de compaixão, misericórdia, discernimento e consciência, além de sensatez, que não perceba que a Lava Jato, no decorrer do tempo, tornou-se uma organização criminosa, cujos membros da irmandade se tornaram conspiradores e corruptos, porque a fim de impor seus projetos de poder e mando.

Para o bem da verdade, trata-se de pessoas dotadas de imensa infâmia e sordidez, pois avessas à verdade, ao que é justo, honrado e probo, no que é relativo ao Direito, a fazer justiça e garantir a plena cidadania, a respeitar a democracia e a preservar o Estado Democrático de Direito, o maior avanço civilizatório edificado pela sociedade brasileira, quando em 1988 foi promulgada a Constituição Cidadã.

Se o Supremo Com Tudo (SCT) fosse sério, os juízes que lá estão como burgueses ricos e tutelados por militares entreguistas e ensandecidos pelo ódio a tudo o que cheira a povo e o Brasil, libertariam imediatamente o cidadão Luiz Inácio Lula da Silva, pelo simples e objetivo fato de que as informações jornalísticas divulgadas pelo Intercept, do jornalista premiado com o Pulitzer, Glenn Greenwald, desmascaram inapelavelmente os crimes graves e sistemáticos promovidos por juízes, procuradores e delegados.

Servidores públicos pagos pelo dinheiro dos contribuintes, que, unidos, transformaram-se em um bando, que agiu nos porões da PF de Curitiba, da 13ª Vara Federal comandada pelo ex-juiz Sérgio Moro e do MPF paranaense, cujos procuradores Deltan Dallagnol e Carlos Fernando dos Santos Lima, demonstraram todas suas aversões e repúdios à verdade e à justiça, ao violarem, juntamente com o juiz de província e de extrema direita, a Constituição, o Código Penal, a Lei da Magistratura, o Código Civil, além de conspirarem contra a segurança nacional inúmeras vezes, sendo que a mais grave foi quando vazaram para o Jornal Nacional a conversa entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula.

Se este criminoso fosse um juiz dos Estados Unidos, país que ele, de forma subalterna e colonizada, tanto gosta e admira, evidentemente que tal sujeito golpista, mentiroso e que hoje serve como ministro da Justiça ao fascista Jair Bolsonaro — o maior lacaio dos Estados Unidos produzido pelo Brasil em todos os tempos —, certamente que neste exato momento este indivíduo injusto e praticante de ações persecutórias medonhas estaria há muito tempo preso, além de perder para sempre o cargo de juiz.

Sérgio Moro é e foi um insulto à magistratura e por isto o Supremo Com Tudo, vulgo STF, e seus juízes ricos e garantidores do golpe de estado de 2016, que permitiram a arbitrariedade da prisão de Lula são a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil, um País transformado em pária, tratado como desimportante no xadrez mundial, e que, vergonhosamente e desditosamente, tem nos porões dos cárceres nacionais o preso político mais famoso do mundo, na pessoa do político trabalhista e socialista, Luiz Inácio Lula da Silva — um dos fundadores do PT e da CUT.

Contudo, nada adianta neste País quando o lado dos ricos, dos muito ricos e dos que verdadeiramente mandam no status quo nacional e no establishment internacional resolvem usurpar o poder. A blindagem da direita e da extrema direita brasileira permite que todo e qualquer safado que incorre em corrupção e crimes de toda ordem e monta, como as violações de Sérgio Moro e sua súcia da Lava Jato, não são responsabilizados por seus crimes, como comprovado também nos crimes das principais lideranças do PSDB, do DEM e agora do PSL do protótipo de ditador de terceiro mundo, Jair Bolsonaro.

Porém, logo os corvos vestidos de preto são protegidos e blindados pela imprensa de negócios privados, principalmente pelo Grupo Globo, a empresa privada de concessão pública, que age como um câncer maligno dentro do tecido social brasileiro desde 1925, quando o jornal O Globo foi fundado para infernizar a vida brasileira e combater os interesses de soberania, independência e desenvolvimento do Brasil, além de conspirar contra a plena emancipação do povo brasileiro. Os Marinho há muito tempo deveriam ser seriamente investigados, pois em seus armários existem esqueletos empoeirados. Ou não, camarada?

Entretanto, assim são as coisas em Terra Brasilis: quem pode, pode. Quem não pode se sacode. E por quê? Porque o Brasil não é civilizado e de 20 anos em 20 anos em média a casa grande de espírito e alma escravocratas rompe com os tratados sociais forjados pelas inúmeras constituições brasileiras. Não aceitam perder eleições e não querem os pobres com acesso à emancipação social e econômica, assim como educacional. A burguesia, no fundo, odeia a democracia, e só negocia se estiver desmoralizada, como ocorreu com os militares de 1964.

Rasgam as leis aos seus bel-prazeres e insultam a inteligência daqueles que compreendem as patifarias e os crimes da Lava Jato, dos militares, dos procuradores, dos delegados e do Supremo Com Tudo, que mantém vergonhosamente o presidente Lula preso sem ele ter cometido quaisquer crimes. O Brasil dos juízes e militares é uma pocilga. Se o Supremo fosse sério Lula seria libertado no dia seguinte às denúncias do Intercept. Libertem o Lula. Urgente. Parem de cometer crimes na cara da Nação. Lula Livre! É isso aí.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Lula e o Santo Sudário
blog

Minha visita ao Lula

"A última vez que eu tinha estado com o Lula era quando ele tinha se despedido de cada um de nós, para ser levado para a Policia Federal em Curitiba. Nos meses anteriores eu tinha convivido como...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247