Será a vez da tangerina?

A fruta registrou um aumento de 73%. O que os espalhadores de conversas fiadas escondem é que produção agrícola é dependente de sazonalidade



Em 2013 a imprensa grande tratou de sepultar a economia do Brasil com o tomate. A fruta foi usada como símbolo de um caos econômico de faz de conta para tentar desestabilizar o país. Mais uma vez deram com os burros n'água. A economia do Brasil vai bem. Vai bem (favor não confundir com "mil maravilhas") principalmente no que importa: emprego e renda.

A economia vai bem dentro da ânsia do mercado por metas de inflação e superávit. Os números estão aí. Apenas a imprensa grande não reconhece.

Sobre a meta de inflação não há nada o que temer, apesar dos maus agouros das Mirians Leitão da vida. O teto da meta inflacionária no Brasil é de 6,5%. o centro é de 4,5% e a inflação registrada em 2013 foi de 5,91%. Apenas 1,41% acima do centro da meta.

Agora é a vez da tangerina fazer o papel do tomate em 2014? A fruta registrou um aumento de 73%. O que os espalhadores de conversas fiadas escondem é que produção agrícola é dependente de sazonalidade. Então ao longo do ano, essa ou aquela hortaliça ou fruta estará mais caro em determinado período. Ajudando a aumentar sua variação de preço. Assim como o tomate, a tangerina logo terá seu preço reduzido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O feijão e o arroz, principais produtos que preenchem o hábito alimentar dos brasileiros, tiveram queda no preço, ou seja, deflação, de 17,32% e 4,87%, respectivamente. O óleo de soja teve redução de 17,1% e o açúcar refinado de 14,74%. Mas o que importa é a tangerina! Até aprece que as pessoas a têm como base de sua alimentação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os dados da variação dos preços são do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) e foram divulgados pelo Instituto de Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 10 de janeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que também os analistas econômicos da imprensa grande não falam é que os salários e as rendas das famílias brasileiras subiram acima da inflação. E é por isso que a economia no Brasil vai bem. Principalmente, como dito acima, no que importa.

Se resolverem insistir na tangerina para espalhar medo ou o que quer que seja visando as eleições desse ano, vão repetir a burrada do tomate. A oposição já anda sem agenda, sem nome, sem tomate e ficará sem a tangerina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email