Seria Temer um “satanista”?!

Passou praticamente batido pelos colegas jornalistas o "diagnóstico", fornecido graciosamente pelo marqueteiro João Santana, meu conterrâneo, de que barrara a participação de Michel Temer na propaganda eleitoral da campanha da presidente Dilma porque a imagem deste era associada ao "satanismo" em grupos de qualidade

são Paulo, SP 17 de Abril de 2015. BRASIL ECONOMICO. Na foto o Vice presidente Michel Temer. Foto: Murillo Constantino
são Paulo, SP 17 de Abril de 2015. BRASIL ECONOMICO. Na foto o Vice presidente Michel Temer. Foto: Murillo Constantino (Foto: Lula Miranda)

Passou praticamente batido pelos colegas jornalistas o "diagnóstico", fornecido graciosamente pelo marqueteiro João Santana, meu conterrâneo, de que barrara a participação de Michel Temer na propaganda eleitoral da campanha da presidente Dilma porque a imagem deste era associada ao "satanismo" em grupos de qualidade [aqueles grupos de discussão, nos quais se avalia/discute o conteúdo das inserções publicitárias, antes delas irem ao ar].

Ficou pairando no ar então uma questão que reputo da maior importância:

- Como assim?! Temer satanista?!

Como uma bola quicando na pequena área, "no jeito" do chute, essa pergunta ficou levitando à procura de uma resposta.

Teria, afinal, Michel Temer parte com o coisa-ruim?

Teria ele vendido a alma ao capeta para se dar bem na vida?

Político, já viu...

Ainda mais um cacique da velha política...

Pensando bem, faz sentido...

Ele tem até uma certa "parecença" com o cabrunco.

Vejamos então o currículo do indivíduo...

No começo da carreira, foi procurador de justiça [ lobo em pele de cordeiro?]. Como que impelido por uma "força estranha", chegou rápido ao ápice: foi nomeado Procurador Geral do Estado no governo de Franco Montoro.

Foi, vale lembrar, nomeado secretário de Segurança do Estado de SP, cinco dias após o massacre do Carandiru.

Aposentou-se aos 55 anos, com proventos em torno dos R$ 30 mil (a preço de hoje); para, depois, muito depois, aos 76, arvorar-se a "reformador" da Previdência.

Foi apelidado por ACM – que também não era flor que se cheire – de "mordomo de filme de terror".

Sei não...

São muitos os sinais... as evidências...

Se não é, parece.

Elegeu-se deputado federal por SP em 1986 - sendo reeleito por 4 vezes!

Aí tem coisa...

Em 2002, chegou à Presidência do PMDB.

Político bem-sucedido, apesar de medíocre, associou-se estrategicamente ao PT e assim descolou a vice-Presidência da República na chapa vitoriosa de Dilma Rousseff.

Casou-se com uma mulher jovem, muito bonita mesmo, "recatada e do lar".

Durante os governos petistas, fez tabelinha com Eduardo Cunha – que, por sua vez, também não cheira lá muito bem.

Conspirou e traiu Lula, a presidente Dilma e o PT e, por intermédio de um ardiloso golpe jurídico-parlamentar, assumiu o poder em 2016.

Daí em diante, entre um tique nervoso e outro, só faz maldades com o povo brasileiro: reforma da Previdência, reforma trabalhista, instituiu a terceirização generalizada; praticamente acabou com o "Minha Casa, Minha Vida" etc.

Contudo, é só bondade, afagos e verbas para os empresários e para os donos dos monopólios de comunicação.

Hum...

Sentiram o cheiro de enxofre pairando no ar?

Não bastassem todos esses indícios, o homem se comunica por intermédio de mesóclises!

E ainda tira uma onda de poeta!!!

Vejam só!

Tendo inclusive lançado livro, não faz muito tempo, com direito a sessão de autógrafos e tudo o mais!

Cá entre nós, o sujeito para escrever poesia ou não bate bem da bola, é da pá virada, efeminado ou tem parte com o capiroto – né não?

Esconjuro!

Vade retro, Temer!

Ao vivo na TV 247 Youtube 247